Auxiliar de Limpeza virou bola de pingue pongue

faxinaA sala limpinha, a mesa brilhando e o banheiro cheiroso toda a chefaiada quer, não é mesmo?

Agora, na hora de tratar os Auxiliares de Limpeza com respeito, tão fora!

Recebi um monte de mensagens dizendo que os Auxiliares estão sendo jogados de um canto para o outro, sem o menor critério e sem levar em consideração a rotina da pessoa e nem o concurso que ela prestou.

Num dos casos, uma colega diz que começou trabalhando na Secretaria de Esportes, foi jogada para a Educação, depois para a Administração, de volta para a Educação e depois para a Administração, de novo.

Foi afastada por estar com problemas nos dois joelhos e na coluna. Não consegue erguer os braços e não pode carregar mais do que cinco quilos. Tem relatório médico dizendo tudo isso e, mesmo assim, a turma manda a colega fazer toda a faxina.

Pô, tem chefe na prefeitura que quer saber mais do que médico, advogado, psiquiatra e o escambau! Não adianta levar relatório nem exame.

O nome disso é assédio moral, e o SINDSERV vai pra cima.

Ah! Só pra não dizer que eu não dei um toque: assédio moral é crime!

Pesquise