COLUNA DO BERNARDO - Edição nº 102

Salve, simpatia!

No meio de tanta presepada, até que enfim um lance muito bacana pra todos nós: 120 famílias de nossos companheiros e companheiras de trabalho realizando o sonho da casa própria! Este programa do governo federal prioriza os mais pobres. As 800 famílias contempladas em São Bernardo não podem ter renda mensal superior a R$1.600,00 e foi dada prioridade para aquelas que são chefiadas por mulheres e para deficientes. Fui lá pro Cacilda Becker acompanhar o presidente Chagas na assinatura do contrato e achei que ía ser mais um festival de discursera e pose pra foto. Que nada! Encontrei o povão lá feliz, cantando, agitando bandeira, comemorando esta grande vitória! Olhava pr'aquilo tudo e parecia que tava sonhando. Gente humilde, gente nossa, mulheres guerreiras, acompanhando seus filhos deficientes, trabalhadores de mãos calejadas, uma maioria como eu, negra, com traços nordestinos! Gente que foi condenada pelo capitalismo a viver à margem, sem direitos, vivendo sob o preconceito de quem vive bem e acha que pobre tem mais é que se lascar mesmo. Foi lindo ver a assinatura, o grito de alegria, a lágrima que escorreu de tantas faces. Gente relegada ao segundo plano em mais de 500 anos de Brasil tendo o sagrado direito à moradia garantido! Essa justiça precisou ver um peão, como eu, cabeça chata, sem faculdade, virar Presidente da República para criar o Minha Casa, Minha Vida. Precisou ver uma mulher, num país onde as mulheres ainda são assassinadas e espancadas por idiotas que se acham seus donos, virar Presidente da República para aprofundar este programa e dar prioridade a quem de fato prioriza a família: nossas mães! Foi em nome desta justiça, que o Chagas brigou para que as 20 famílias que ficaram abaixo nos critérios de desempate também fossem contempladas e, assim, pulássemos de 100 para 120 apartamentos. Tenho fé que muitos mais virão!

Vou dormir feliz, pensando no sorriso do povo, na esperança dos que ainda não concretizaram este sonho, rachando o bico de quem acha que pobre não tem direito e escrachando quem defende a volta da ditadura!

Pesquise