Queremos trabalhar em paz! O SINDSERV retoma a campanha para o enfrentamento da nova onda de violência

Conclamamos às entidades representativas dos trabalhadores de outros segmentos, o movimento popular e as entidades religiosas a se unirem a nós nesta campanha!

Em fevereiro de 2016, o SINDSERV, lançou a campanha 'QUEREMOS TRABALHAR EM PAZ!', após o falecimento do servidor Fábio Benedetti, oficial de escola da EMEB Odette Edith Périgo de Lima. Desde então, pouca coisa tinha mudado, e agora, temos um aprofundamento da violência.

Em agosto deste ano, o jovem V. de L. V., 15 anos, estudante, chegava para estudar na Escola Estadual Professora Maria Osório Teixeira, na Vila Ferreira, às 6h45, quando foi atacado por um criminoso.

Na última segunda-feira (21), por volta das 18:30, um homem armado invadiu a Escola Municipal Mário Martins de Almeida, rendeu e levou pertences de professores e funcionários que estavam na escola.

Nesta quarta-feira (23), por volta de 12h30, dois assaltantes armados entraram na UBS Jardim Leblon, abordaram atendentes e pacientes a fim de roubar pertences e levar veículos estacionados no local.

Devido a esses e outros tantos casos de violência contra o servidor, o SINDSERV está retomando a Campanha QUEREMOS TRABALHAR EM PAZ! E, junto com ela, também o MANIFESTO PELA PAZ, documento que os trabalhadores públicos e munícipes são convidados a assinar, pois assim, somando forças, conseguiremos mostrar às autoridades que a sociedade precisa de paz e segurança e que está se mobilizando nesta cobrança.

Uma campanha de toda a sociedade!

Costumamos dizer que "sem trabalhador público, a cidade para"., Esta frase manifesta a importância da função desempenhada por cada um dos servidores que dedicam suas vidas ao bem comum!

Portanto, quando estes trabalhadores são vítimas diretas da violência, toda a sociedade sofre junto!

O Sindicato reafirma que os trabalhadores públicos de São Bernardo do Campo, e os cidadãos, precisam de paz e segurança e exige que a Secretaria de Segurança Pública cumpra com suas obrigações e reforce o patrulhamento nas ruas onde há equipamentos públicos e que a Administração Municipal cumpra também o seu papel na solução desta questão.

Pesquise