Câmara dos Vereadores recebe reivindicações da categoria

câmaraA Diretoria do SINDSERV compareceu à sessão da Câmara de Vereadores nesta quarta-feira, de 17 de outubro, para apresentar a pauta de reivindicações de nossa Campanha Salarial 2013.

O presidente do Sindicato, Giovani Chagas, fez uso da tribuna para relatar a decisão da Assembleia realizada pela categoria no dia 09 de outubro e solicitar o apoio dos vereadores às nossas reivindicações. "Antecipamos a apresentação de nossas reivindicações econômicas e de benefícios para podermos debater com o Legislativo e com o Executivo a previsão de garantia de reposição e aumento real de salários em 2013. Além disso, esta pauta vem com uma novidade, que é a reivindicação da criação do 'cartão servidor', cujo valor tem como referência o índice do DIEESE para a cesta básica, e que seria utilizado no comércio de São Bernardo", explicou Chagas.

O vereador Gilberto França, PMDB, saudou a iniciativa do SINDSERV: "creio que vocês iniciaram esta campanha salarial de forma correta, trazendo à casa do povo suas reivindicações. Vamos ver o que é melhor para os servidores dentro da proposta de orçamento".

Já o presidente da Comissão Mista,  vereador Cabrera - PSB, explicou o trâmite da LOA na Câmara: "estamos aguardando o parecer de nossa assessoria jurídica e, tão logo chegue às nossas mãos, convocaremos a Comissão Mista, que é composta por todos os partidos da casa. Depois, vamos convocar, ao menos, duas audiências públicas, ainda este mês. Estas audiências servem para que sugestões de emendas ao orçamento sejam apresentadas, porém, a Câmara não tem poder de apresentá-las, visto que isto é de incumbência do Poder Executivo".

Zé Ferreira - PT, agradeceu a apresentação da pauta e ressaltou o respeito à autonomia do Sindicato. Segundo ele, "os servidores merecem todo o nosso respeito, pois eles fazem a cidade melhor quando são valorizados". Ainda segundo Ferreira, os problemas enfrentados pela categoria em relação à empresa Green Line terão atenção especial do Legislativo. "Resolver os problemas do convênio médico é uma questão de honra para nós".

O presidente da Câmara, vereador Minami - PSDB, destacou que na peça orçamentária enviada pelo governo, que atinge R$ 4,400 bi, não há nenhum ponto específico sobre aumento para a categoria: "há apenas uma referência à construção do Plano de Cargos, Carreiras e Salários". Depois, suspendeu os trabalhos no plenário e convocou uma reunião com os diretores do SINDSERV na Sala das Comissões. Participaram, além de Minami, os vereadores Zé Ferreira, Cabrera, Gilberto França, Ary de Oliveira e Miranda da Fé.

Na reunião convocada pelo presidente do Legislativo, Chagas teve a oportunidade de aprofundar a apresentação das reivindicações da categoria. Depois de um longo debate, os vereadores presentes reafirmaram o compromisso de apoiar os trabalhadores públicos em suas reivindicações, especialmente na sugestão de emendas ao orçamento, apresentadas nas audiências públicas.

Pesquise