Valorizar o trabalhador público é investir na cidade

quadroDesde 2011, o governo alega que deixa margem na folha de pessoal para implantação de um Plano de Cargos, Carreiras e Salários, e isso não acontece porque a proposta não contempla a necessidade da categoria.

Recentemente, em entrevista aos jornais da região, o prefeito da cidade ironizou a rejeição da proposta de PCCS por parte dos trabalhadores e afirmou que "Era bom, pois sobra mais dinheiro para investir na cidade". Pois bem, já demos a nossa contribuição para a cidade por quatro anos, agora é hora da Administração nos retribuir, respeitando a nossa data-base e valorizando os nossos salários.

Nós, trabalhadores e trabalhadoras, somos, sem dúvidas, os primeiros a defender e lutar por mais e melhores investimentos na cidade! Afinal, somos nós os responsáveis por seu funcionamento, independente da gestão. Os prefeitos passam, mas nós continuamos nos dedicando ao serviço público e lutando por mais investimentos que garantam a sua defesa. Somos nós que, ao contrário de todas as gestões pós-neoliberalismo, lutamos contra as terceirizações e pelo fortalecimento do serviço público de qualidade.

Nós, trabalhadores, investimos na cidade, todos os dias! Lamentavelmente, depois de quase seis anos de mandatos, o prefeito ainda não percebeu que investir na cidade, pra valer, é valorizar o servidor público!

Na luta é que vamos conquistar respeito e valorização!

Em outra frase do prefeito, durante manifestação dos trabalhadores metalúrgicos contra as demissões nas montadoras da cidade, podemos tirar o exemplo do quanto ele preza pela mobilização sindical. Ele orientou seus companheiros de categoria a ampliar a organização do movimento, afirmando que: "A mesa de negociação é importante, mas o mais importe é a mobilização e o enfrentamento dos trabalhadores para dar força aos negociadores na mesa".

Vamos mostrar para a Administração e para toda a cidade que os trabalhadores públicos precisam de valorização e vão lutar por isso, afinal de contas fazemos parte dessa cidade.

Venha participar desse grande ato! Vamos mostrar a nossa indignação e nossa força, vamos mostrar "que um filho teu não foge à luta".

 

Leia também:

Exigimos respeito aos trabalhadores e à nossa data-base. Negociação, já!

Dinheiro, tem. O que falta é vontade política!

A reposição da inflação não está garantida!

Dia 08 São Bernardo vai parar!

Pesquise