Orientações gerais da greve

Esse momento é muito importante, portanto, leia com atenção às orientações gerais da greve.

01 - A GREVE é um direito do trabalhador! O SINDSERV tomou todas as medidas legais para que este direito seja garantido e para que a Administração não utilize subterfúgios dignos de governos reacionários, como imputar faltas injustificadas aos grevistas.

02 - Entre as medidas adotadas estão a decretação de Estado de Greve, realizada no dia 24, o prazo de 72 horas para o início da GREVE e a comunicação da decisão da categoria à Administração e à Delegacia Regional do Trabalho.

03 - Uma Carta Aberta à População será distribuída em toda a cidade, alertando que os serviços públicos não funcionarão a partir do dia 13.

04 - Cartazes da GREVE também serão afixados em todos os setores/unidades.

05 - O SINDSERV vai disponibilizar FOLHAS DE PONTO PARALELAS para que os grevistas assinem todos os dias, comprovando que não faltaram ao trabalho, mas que estão exercendo o direito de GREVE.

06 - Durante a GREVE, além da Pauta de Reivindicações, o Sindicato vai negociar o pagamento dos dias parados. Existem decisões judiciais, inclusive do STF - Supremo Tribunal Federal - que impedem descontos quando há o compromisso de ser feita a reposição. Greve não é falta, muito menos injustificada!

07 - Um dos possíveis pretextos de alguns para não aderirem à GREVE é a imputação de falta injustificada na paralisação da Educação, em 2012. O SINDSERV tem absoluta convicção que a Justiça reparará este verdadeiro absurdo cometido pelo prefeito e por sua secretária! Lamentavelmente, os prazos em nosso Judiciário não costumam ser favoráveis aos trabalhadores, mas insistimos que, ainda que tenhamos que recorrer ao STF, este direito será reconhecido!

08 - Não aderir à GREVE em virtude da falta injustificada de 2013 significa aceitar a prática antissindical do prefeito (ex-sindicalista!) e da secretária de Educação. Significa ceder à chantagem de quem esqueceu de suas origens! Por isso, coloque sua dignidade acima do medo e diga um basta ao assédio e ao desrespeito. Dê uma aula de cidadania!

09 - Os/as funcionários/as em estágio probatório têm os mesmos direitos dos efetivos. A avaliação de aptidão para o cargo é individual e não existe a possibilidade de demissão ou punição por adesão à GREVE.

10 - A GREVE É GERAL e cada um deve assumir o compromisso de torná-la forte coletivamente! Por isso, quem ainda está em dúvida, deve ser democrática e fraternalmente convencido/a de que nosso movimento é justo e necessário!

Pesquise