Negociação dos dias parados passa a ser ponto da pauta de reivindicações

Nossa Pauta de Reivindicações da Campanha Salarial foi aprovada no dia 12 de fevereiro e apresentada à Administração no dia seguinte. É uma pauta justa e responsável, com argumentos técnicos e políticos que demonstram que, havendo vontade política por parte do governo, pode ser plenamente atendida.

Agora, com a deflagração da GREVE, incluiremos um novo ponto que deverá ser debatido na Mesa de Negociações: o retorno dos grevistas ao trabalho, com a observação do seguinte:

- Não imputação de faltas injustificadas;

- Nenhum tipo de perseguição, assédio ou transferências compulsórias de locais de trabalho ou horários;

- Negociação da reposição ou pagamento dos dias parados, sem desconto imediato nos salários.

Este é um compromisso que deve ser assumido por todos os trabalhadores. Assim, ao contrário do que ocorre com paralisações com início e fim pré-determinados, teremos a força do coletivo exigindo que estes pontos sejam respeitados pela Administração, caso contrário, a GREVE continua!

Pesquise