São Bernardo parou!

Nem chuva, nem pressão impedem adesão da categoria à GREVE!

Vereadores adiam votações em solidariedade à nossa luta, mas Poder Executivo só se pronuncia através da imprensa e do tradicional assédio!

Nossa GREVE começou com mais de 5 mil trabalhadoras e trabalhadores dispostos a lutar, desde as 6h da manhã, na Praça Santa Filomena. 

Perto das 9h, fizemos uma caminhada pela Marechal até o Paço, onde nos manifestamos em protesto ao desrespeito da Administração com nossa categoria. Palavras de ordem mandaram o recado ao prefeito. A paralisação impediu o acesso às principais vias do centro da cidade, interferindo diretamente no trânsito de todo o Grande ABCD e paralisando o km18 da Via Anchieta.

Cartas Abertas foram distribuídas à população, muitos esclarecimentos feitos e o apoio dos munícipes foi garantido. No Paço, uma parte dos trabalhadores ocupou a Câmara, enquanto outra caminhou pelas ruas Lucas Nogueira Garcez, Redenção e Jurubatuba, retornando à Santa Filomena. Na Câmara, os trabalhadores realizaram uma grande manifestação e pediram o apoio dos vereadores. “Suspendam a aprovação de qualquer projeto enquanto durar nossa GREVE. Esta será uma grande demonstração de apoio”, conclamou Giovani Chagas, presidente do SINDSERV, na tribuna da Câmara. Os vereadores acataram o pedido e os projetos não foram votados!

Nosso movimento vai parar até termos uma proposta aprovada em assembleia por nossa categoria!

Pesquise