13º dia de GREVE: A pressão será ainda maior com a Administração!

Depois de uma reunião de negociação, com duração de quase cinco horas, no domingo, 24 de maio, o governo municipal manteve a mesma proposta apresentada na última sexta-feira (22): reposição da inflação pelo INPC, 7,68% dividido em duas parcelas - 2,5% retroativos a março e o restante em dezembro.

Na manhã de 25 de maio, trabalhadores estavam no Paço e aguardavam por novas informações, porém, o resultado da reunião nem foi levado à apreciação da Assembleia, já que não havia nenhuma mudança da proposta que já havia sido REJEITADA no dia 22 de maio.

Após passar os informes aos grevistas, o presidente do SINDSERV, Giovani Chagas, ressaltou a importância da união dos trabalhadores, principalmente nesse momento de endurecer com a Administração. "Cabe, a cada um de nós, convencer os trabalhadores que ainda não aderiram à nossa GREVE, nós temos que aumentar a nossa força, temos que aumentar o desgaste do governo, vamos ter que endurecer. A Administração acha que estamos brincando, o governo aposta na nossa desmobilização. Temos que dar uma lição a esse governo que deve respeitar o trabalhador público. Não podemos ceder aos caprichos desse governo autoritário que não quer, realmente, apresentar uma proposta que seja para atender as nossas reivindicações".

Em seguida, os manifestantes realizaram uma caminhada na Av. Lucas Nogueira Garcez e voltaram ao Paço. O trânsito ficou congestionado, inclusive na Anchieta e nos acessos ao centro de São Bernardo, que incluem as cidades de Santo André e Diadema.

Vem pra rua você também! Amanhã, 26 de maio, nosso movimento vai ser ainda maior! Concentração às 6h, no Paço.

Pesquise