SINDSERV debate com SE a reposição dos dias letivos atrelados à compensação das horas paradas

SINDSERV, Administração e SE terão um novo encontro no próximo dia 26 de junho

No dia 23 de junho, o SINDSERV reuniu-se, em Mesa Permanente de Negociações, com representantes da Secretaria de Educação e da Secretaria de Administração, para discutir como será feita a reposição dos dias letivos vinculados à compensação das horas paradas da GREVE, e tirou alguns encaminhamentos.

Na reunião, o SINDSERV colocou para a Administração que a compensação dos dias letivos tem que também compensar as horas paradas. "O SINDSERV entende que governo não pode usar todo o recesso para repor os dias letivos e não compensar as horas paradas. É importante pensar na qualidade da Educação e na qualidade do profissional da Educação. Além disso, também colocamos que as escolas deverão ter autonomia para se organizar e apresentar uma proposta", conta o Presidente do SINDSERV, Giovani Chagas.

Durante o encontro, foi prorrogado, para dia 1º de julho, o prazo para que as gestões encaminhem as homologações para a Secretaria de Educação. Para dar continuidade à negociação, na próxima sexta-feira, 26 de junho, o SINDSERV terá uma nova reunião com o governo e a SE.

"Vamos chamar uma reunião com os gestores que estiveram em GREVE ou que tiveram trabalhadores das escolas em GREVE, para dia 26 de junho, às 19h, na sede do SINDSERV, para conversarmos sobre o que ficará definido a respeito da compensação das horas paradas", afirma a Secretária Geral do nosso Sindicato, Cássia Tochetto.

Pesquise