Querem te convencer que não vale a pena lutar

Depois de 25 anos, fizemos uma grande GREVE que, acima dos resultados econômicos, trouxe um novo momento de consciência de classe e de demonstração da nossa capacidade de luta.

Isto significa que nossa categoria NÃO VAI MAIS ESPERAR 25 ANOS para fazer outra greve: vamos fazer tantas quantas forem necessárias para defender nossos direitos.

Da forma como saímos deste movimento, temos plena convicção de que toda vez que houver necessidade, a categoria vai se levantar e vai à luta!

A Administração vai jogar pesado, vai fazer o que for possível para tentar te convencer que não vale a pena fazer greve! Somado a isso, tem as pessoas, ligadas a grupos políticos, que precisam provar que estavam certos quando disseram, na Assembleia do dia 7 de maio, que a categoria não estava preparada para a GREVE.

Eles precisam provar que estavam certos quando foram ao Ministério Público do Trabalho, de maneira irresponsável e sem consultar aos trabalhadores em GREVE, colocando os trabalhadores em estágio probatório em risco de demissão!

Ao propor, organizar e dirigir a GREVE, a Direção e os Comitês Sindicais de Base do SINDSERV provaram, de uma vez por todas, que o compromisso da entidade é exclusivamente com os trabalhadores, sem atrelamento a grupos político-partidários, que querem usar a estrutura sindical, patrimônio da categoria, para auto-benefício. Nossa Direção está tomando todas as medidas administrativas, políticas e jurídicas para impedir que as ações da Administração prejudiquem os trabalhadores, especialmente aos grevistas. Estamos discutindo situações como da reposição das horas paradas e cobrança excessiva do Imposto de Renda, primeiramente na esfera administrativa. Caso não surta efeito, vamos agir judicialmente e, se for necessário, vamos novamente convocar a categoria para ir à luta.

Temos certeza de que nosso chamado será atendido, pois confiamos nesta categoria e sabemos que ela está preparada! Afinal, "Quem não pode com formiga, não assanha o formigueiro!"

Um Abraço,

Giovani Chagas
Presidente do SINDSERV

Pesquise