Equipes gestoras apresentam à Secretaria de Educação propostas para reposição no recesso

Na sexta-feira passada, 26 de junho, em reunião realizada com as equipes gestoras, na sede SINDSERV, foram apontadas algumas demandas que tratam da reposição dos dias letivos no recesso escolar e o consequente abono das horas paradas da GREVE.

"Na segunda-feira, 29, tivemos o retorno que a SE convocaria o maior número de trabalhadores, que aderiram à GREVE, para que as Unidades Escolares pudessem organizar, da melhor forma possível, a reposição das horas paradas no recesso escolar. Ainda há muito que discutir, muito que avançar sobre as propostas para compensação das horas paradas e um dos momentos será nestas reuniões que acontecem hoje, com as equipes gestoras na SE", afirma a Secretária Geral do SINDSERV, Cássia Tochetto.

Hoje, 30 de junho, as equipes gestoras estarão em reunião na Secretaria de Educação e poderão apresentar os levantamentos, as propostas para reposição no recesso e a organização escolar neste período. O SINDSERV entende que cada Unidade Escolar, cada equipe gestora em acordo com os profissionais, apresentará propostas e formatos que contemplem a todos trabalhadores envolvidos neste processo, dentro das unidades.

"Avançamos sob a ótica de que a reposição, no recesso escolar, descontará as horas paradas da GREVE, e em Mesa de Negociação foi sinalizado que a SE estaria convocando o maior número de trabalhadores para garantir o atendimento de qualidade aos alunos e à comunidade", explica Cássia.

Durante o encontro, na sede do nosso Sindicato, surgiu também a dúvida sobre a possibilidade de haver negativa, pelos trabalhadores, à convocação da SE. "Consideramos que este dia será um dia de trabalho e pode ocasionar falta ao trabalhador que estiver ausente, salvo os afastamentos legais", aponta o Diretor Jurídico do SINDSERV, Geraldo Izaías.

"Encaminharemos ofício à Secretaria de Educação propondo que as Unidades Escolares que organizem a reposição, para que todos os profissionais que aderiram à GREVE participem, bem como a possibilidade de deslocamento de alguns profissionais para outras Unidades", finaliza Cássia.

Pesquise