Batalha da Matrix recebe projeto “Leitura e Luta”

Iniciativa é uma herança da nossa GREVE

No dia 11 de agosto, ativistas culturais, militantes de movimentos e coletivos sociais, artistas e intelectuais, se encontraram na Praça da Matriz, durante a Batalha da Matrix, atividade do movimento Hip Hop da cidade, que reúne centenas de jovens, todas as terças-feiras, e deram continuidade ao projeto "Leitura e Luta".

O projeto "Leitura e Luta" foi uma iniciativa de trabalhadores públicos de São Bernardo que, durante a greve histórica da categoria, de 13 de maio a 3 de junho, criaram uma biblioteca itinerante, com o objetivo de interagir com a população na Praça Santa Filomena, local onde os trabalhadores se reuniam para as assembleias e manifestações.

"Foram contribuições de vários companheiros para esta atividade ser possível, não só as doações, como também a disponibilidade de interagir com a juventude da periferia, que ocupa a Praça da Matriz nas noites de terças-feiras", afirma o ativista Carlos Wellington.

A receptividade da juventude foi muito boa, quase não sobraram livros, sem contar que muitos se colocaram à disposição de doar mais livros na próxima terça-feira (18), pois os trabalhadores, como Eraldo, da Cultura, e Álvaro Burns, da Educação, que carregam essa herança da GREVE, estarão de volta à Praça da Matriz, como parte de apoio à Batalha da Matrix.

Pesquise