Por unanimidade, Assembleia aprova pauta da Campanha Salarial 2017

Categoria demonstra maturidade e unidade para enfrentar os desafios. Pauta de reivindicações aprovada por unanimidade reflete sintonia entre a Diretoria e a base.

assembleiaA pauta de reivindicações da Campanha Salarial 2017 foi debatida e aprovada por unanimidade pelos trabalhadores reunidos em Assembleia realizada na sede do SINDSERV na noite desta quinta-feira, 23 de fevereiro. Na sexta-feira, a pauta deve ser oficialmente apresentada ao governo municipal.

A Assembleia transcorreu em clima de muita tranquilidade e com uma expressiva demonstração de unidade entre os trabalhadores. "Creio que a capacidade da Direção do SINDSERV em ouvir a categoria e transportar seus anseios à proposta de pauta foi determinante para o fortalecimento dessa unidade", avalia o presidente José Rubem. "É com este sentimento que vamos a todos os setores defender a proposta e convocar a categoria para que tenhamos força para conquistar nossos objetivos", conclui o presidente.

Números estão fundamentados em estudos técnicos

Os percentuais e valores aprovados são fruto de estudos técnicos e do planejamento realizado pela Diretoria do SINDSERV. Na questão econômica, a entidade contou com a assessoria do DIEESE: "Os números são impressionantes. Ao contrário do que a maioria de nós imaginava, a cidade cresceu economicamente em 2016 e o nível de endividamente está bem abaixo do limite definido pelo Senado", explica a diretora de Comunicação, Evelyn Cunha. "Dinheiro e condições para atender nossas reivindicações nós sabemos que a cidade tem. A conquista vai depender da vontade política do novo governo e da nossa capacidade de mobilização", afirmou Vivia Martins, secretária geral do Sindicato.

Veja a pauta de reivindicações aprovada:

1. REPOSIÇÃO SALARIAL

1.1 • Efetuar reposição das perdas inflacionárias do período de março de 2016 a fevereiro 2017 pelo índice INPC;

1.2 • Aplicar esta reposição sobre os salários de fevereiro de 2017, com vigência a partir de 1º de março de 2017;

(março é a nossa data-base);

1.3 • Garantir, através de Lei Municipal, a manutenção do poder aquisitivo dos trabalhadores através de reposição anual da inflação.

2. AUMENTO REAL

2.1 • Aplicar aumento real de salário em 2,8% (dois vírgula oito por cento), conforme crescimento da receita total do município;

2.2 • Aplicar este reajuste sobre os salários de fevereiro de 2017, com vigência a partir de 1º de março de 2017.

3. VALE REFEIÇÃO

3.1 • Fornecer Vale Refeição no valor de R$ 25,07 (Vinte e Cinco Reais e Sete Centavos) ao dia, sem limite de salário e sem percentual de desconto;

3.2 • Fornecer o mesmo valor do Vale Refeição para todo trabalho extraordinário que ultrapassar 4 (quatro) horas diárias.

4. VALE TRANSPORTE

4.1 • Aplicar, imediatamente, o fornecimento do Vale Transporte na integralidade aos trabalhadores do regime estatutário;

4.2 • Fornecer Vale Transporte para todo trabalho extraordinário realizado no dia de folga.

5. CARTÃO SERVIDOR CIDADÃO

5.1 • Implantar o Cartão Servidor Cidadão para trabalhadores ativos e aposentados (com e sem paridade) da administração direta, indireta e autarquias no valor correspondente à cesta básica calculada pelo DIEESE, com uso exclusivo no comércio da cidade de São Bernardo.

6. ABONO DE NATAL

6.1 • Conceder o Abono de Natal, por matrícula, no valor de R$500,00, no mês de dezembro, a todos os trabalhadores ativos, aposentados e pensionistas (com e sem paridade) da administração direta, indireta e autarquias.

7. EQUIPARAÇÃO DOS PISOS SALARIAIS

7.1 • Equiparar, imediatamente, os pisos salariais entre os regimes celetista e estatutário, com manutenção da menor referência atual.

8. CONVÊNIO MÉDICO

8.1 • PLANO FAMILIAR GERAL BÁSICO - PFGB: ampliar o atendimento aos trabalhadores e suas famílias em hospitais e clínicas na cidade de São Bernardo do Campo e Grande ABC, com qualidade;

8.2 • PLANO IMASF - Planos Intermediário e Especial: manutenção do atendimento de qualidade aos trabalhadores e suas famílias nas clínicas e hospitais em São Bernardo do Campo e na região do Grande ABC, com o retorno do Hospital Brasil e outros;

8.3 • Aumentar o repasse efetuado pela administração municipal ao IMASF;

8.4 • Garantia de retorno ao Convênio Médico a qualquer tempo (PFGB e IMASF).

9. SAÚDE DO TRABALHADOR

9.1 • Unificar o formulário de CAT - Comunicado de Acidente de Trabalho, utilizando o mesmo padrão do formulário da Previdência Social, que contempla um maior número de dados e protege mais o servidor.

10. LICENÇA PATERNIDADE

10.1 • Garantir a Licença Paternidade de acordo com a Lei Federal 11.770, de 09 de setembro de 2008, que prorroga por 15 (quinze) dias a duração desta licença, além dos 5 (cinco) dias estabelecidos no §1º do art. 10 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias.

11. ABERTURA DE CONCURSO PÚBLICO

11.1 • Abertura imediata de concurso público, em todas as secretarias, em substituição à mão de obra terceirizada e ampliação do quadro de trabalhadores, atualmente defasado.

12. PCCS

12.1 • Criação de um Plano de Cargos Carreiras e Salários.

13. REGIME JURÍDICO ÚNICO

13.1 • Discussão sobre regime jurídico único de trabalho estatutário para todos os trabalhadores.

 

Pesquise