Administração piora proposta de campanha salarial!

Após dois meses sem conversar com os trabalhadores, sem oferecer nenhum sinal de valorização ou respeito pela data base conquistada em mesa de negociação e pelas perdas e dificuldades financeiras pelas quais os servidores estão passando, proposta da administração retroage.

Além de não oferecer o retroativo a março, conforme contraproposta apresentada em abril, reduz percentual de 5% para 2% em outubro, retira o que foi proposto em abril para o vale-alimentação: de R$ 10,00 para R$12,00 não oferecendo nenhum avanço na alimentação e ainda corta abono de Natal!

Diante deste cenário, o Sindicato dá prazo de uma semana para que a administração apresente um calendário de reuniões e os números do Orçamento, bem como, as contas que justifiquem tal “proposta” absurda, que sequer consideramos uma contraproposta na medida em que piorou e muito, sem qualquer justificativa. Também solicitamos que seja reconsiderada e uma nova proposta seja apresentada.

Vale lembrar que nos últimos meses, o Governo Federal vem sinalizando que a economia demonstra sinais de  avanço! Também apuramos um aumento de 35% nos gastos com comunicação no município, o que sinaliza que é possível haver avanços na negociação.

Faltas da greve

Apresentamos também proposta para negociação dos dias de realização de Greve Geral em 28 de abril e de 30 de junho.  O secretário de administração levará solicitação para o prefeito e deve retornar ainda na próxima semana.

Caso não haja nenhum acordo por parte da administração iremos para a justiça, afinal a greve é um direito!

E lutamos contra a retirada de direitos que se aprovadas, em breve irão corroer nossas condições de trabalho, estabilidade, condições financeiras e nossa saúde!

Ações

A partir da próxima semana iremos a TODOS os setores para mobilizar os trabalhadores e trabalhadoras. Somente a presença e participação de cada um e cada uma poderá trazer avanços para a categoria.

Pesquise