Eles não vão acabar com a nossa dignidade

Atual "gestão" parece não querer entender que governos passam, mas quem faz a cidade funcionar pra valer, fica, independente de partido, equipe, bancada ou programa

números


UMA ETERNA CAMPANHA ELEITORAL...

É assim que o prefeito Orlando Morando (PSDB) se comporta na chefia do Executivo de uma das cidades mais importantes do país! Tudo é marketing. Tudo é discurso de campanha. Tudo é esforço concentrado para ajudar "aos seus", para eleger os amigos, para eleger a esposa, para proteger membros de seu governo acusados de corrupção (inclusive vereador-secretário foragido da Justiça). A máquina administrativa, que deveria estar a serviço do povo, só serve ao restrito e elitizado grupinho do prefeito. Uma vergonha!

ECONOMIA ÀS CUSTAS DE NOSSAS FAMÍLIAS

Em uma de suas peças publicitárias (até porque no governo do marketing não existem projetos, mas peças publicitárias), Morando comemora a suposta economia nos primeiros meses de governo. O que ele não fala é que este dinheiro economizado deveria estar em nossos bolsos, seja através da valorização prometida, seja através dos serviços que a cidade deveria estar prestando.

Essa atitude de menino mimado e marrudinho tem feito nossas famílias sofrerem. Afinal, somos nós que temos que ir todos os dias ao trabalho com um auxílio-transporte de NO MÁXIMO R$ 88,00 (isso apenas para quem recebe o piso), enquanto as tarifas de ônibus subiram 8% só neste ano. E o que falar do vale-coxinha de R$10,00? E ainda, dos reflexos dos cortes em setores importantes da máquina pública que provocam acúmulo de trabalho para vários cargos?

Estas péssimas condições de trabalho têm levado centenas de servidores ao adoecimento. Daí, quando você vai ao médico, o que te aguarda? Aumento de 20% nas mensalidades e coparticipação de 30% em todos os atendimentos e exames dos planos Especial e Intermediário e R$ 5,00 por dependente a mais, todos os meses, no PFGB. É muito desrespeito!

CHEGOU A HORA DE DAR UM BASTA

Não é possível nutrir qualquer ilusão com este governo! Respeitamos os que acreditaram que ele representaria uma mudança "para melhor", mas já está mais do que comprovado que o que o prefeito quer é arrancar nosso couro.

Vamos dar um basta a todo esse retrocesso e construir a maior campanha salarial da nossa história.

NADA CAI DO CÉU SEM LUTA!

Tem muita gente que diz: "Ah! Não tivemos aumento, a culpa é do Sindicato". Ou ainda: "O Sindicato não garantiu nosso Abono de Natal". Oras! O Sindicato somos todos nós. Acreditar que alguns poucos diretores ou que um prédio serão capazes de fazer a pressão necessária para conquistar o que é nosso por direito é uma ilusão tão grande quanto achar que esse governo vai nos valorizar sem luta.

Convoque seus colegas de unidade e preparesse para uma intensa campanha salarial. Tudo começa no dia 12 de fevereiro, na construção da nossa Pauta de Reivindicações. Participe!

Pesquise