Prefeito apresenta reajuste insuficiente, fora da data-base e deixa pontos da pauta de reivindicações sem resposta

5%O prefeito utilizou as redes sociais para anunciar um reajuste de 5% nos salários a partir de 1º de maio. A apresentação midiática, mais uma vez através de monólogo, é desrespeitosa e empurra, ainda mais, a categoria à beira do abismo financeiro.

Na Pauta de Reivindicações da Campanha Salarial 2019, aprovada em Assembleia pela categoria, o item que trata dos salários aponta para a necessidade de 7,24% de reposição de perdas acumuladas nos dois primeiros anos da atual Administração, além do de 5% de aumento real. Ou seja, os 5% anunciados pelo prefeito são insuficientes para, ao menos, repor o que acumulamos de perdas durante seu governo.

Para piorar, o reajuste só será efetivado a partir de maio, sem pagamento retroativo à nossa data-base, 1º de março.

Em relação aos outros 11 pontos da Pauta, em 10 deles não houve nenhuma palavra ou encaminhamento. Incluem-se aí reajustes de auxílio alimentação e a concessão de vale-transporte para todos. Em apenas 1 houve pronunciamento da Administração, e foi péssimo: além de se negar a dialogar com a categoria e com sua entidade representativa, o prefeito recorreu da decisão judicial que mandava instalar a Mesa Permanente de Negociações.

O SINDSERV conclama a todos e todas para que mantenhamos as decisões da última Assembleia, que deliberou, entre outros pontos, a constituição de Comissões de Mobilização (regionais e por secretaria) e de Comissão de Representação por local de trabalho. Se seu setor/unidade ainda não indicou seus representantes, faça isso o mais rápido possível, comunicando nome, local de trabalho e contato através do SINDZAP: 99242-8914.

Ações de marketing não colocam comida nos pratos de nossas famílias!

Vamos à luta.

Pesquise