8 de Maio é dia de dizer basta!

Vamos à luta por respeito e valorização, em defesa dos servidores e do serviço público de qualidade!

dia do bastaO prefeito pensou que iria nos calar com um reajuste de 5% sem retroativo, não respeitando a data base. Isso empurra, ainda mais, a categoria à beira do abismo financeiro. Na Pauta de Reivindicações, apontamos a necessidade de 7,24% de reposição de perdas acumuladas nos dois primeiros anos da atual Administração, além do de 5% de aumento real. Ou seja, os 5% anunciados são insuficientes para repor as perdas.

O desrespeito desta Administração tem feito nossas famílias sofrerem. Afinal, temos que nos virar com um auxílio-transporte de NO MÁXIMO R$ 88,00, enquanto as tarifas de ônibus subiram 8% só neste ano. E o que falar do vale-coxinha de R$10,00? E ainda, dos reflexos dos cortes que provocam acúmulo de trabalho?

Estas péssimas condições de trabalho têm levado centenas de servidores ao adoecimento. Daí, quando você vai ao médico, o que te aguarda? Aumento de 20% nas mensalidades e coparticipação de 30% em todos os atendimentos e exames dos planos Especial e Intermediário e R$ 5,00 por dependente a mais, todos os meses, no PFGB. É muito desrespeito!

NADA CAI DO CÉU SEM LUTA!

Tem muita gente que diz: "Ah! Não tivemos aumento, a culpa é do Sindicato". Oras! O Sindicato somos todos nós. Acreditar que alguns poucos diretores ou que um prédio serão capazes de fazer a pressão necessária para conquistar o que é nosso por direito é uma ilusão tão grande quanto achar que esse governo vai nos valorizar sem luta.

Convoque seus colegas de unidade, familiares e munícipes atendidos por você e venha dar um BASTA a esta verdadeira humilhação. Dia 8, a cidade vai parar!

CIDADE ABANDONADA

Filas intermináveis na saúde, falta de vagas em creches, escolas sem materiais, mato pra todo lado, enchentes e obras paradas, falta de respeito com os servidores públicos, desvalorização destes profissionais e péssimas condições de trabalho! As promessas de melhoria ficaram só na campanha...

Basta dar uma rápida caminhada por qualquer bairro da cidade para vir a sensação de abandono. Ruas sujas, cheias de mato e, consequentemente, insetos e ratos. A coisa fica ainda pior se você precisar passar por um atendimento médico ou se tiver uma criança em idade de creche em sua casa. Agora, o que não falta é radar e propaganda. Nisso o atual governo é especialista: arrancar dinheiro do munícipe e fazer propaganda de uma cidade que não existe.

E VAI FICAR PIOR!

Não satisfeito em ter deixado a cidade à beira do caos, o prefeito mandou cortar 10% de todas as despesas. O governo federal já havia imposto a chamada PEC da Morte, que congelou os investimentos públicos por 20 anos. Não satisfeito, o governo municipal ainda mandou cortar 10% do que já estava congelado! Isso significa que o que foi gasto na escola do seu filho, na unidade de saúde de seu bairro, na segurança e na limpeza da cidade em 2017 (quando os recursos foram congelados) ainda vai ter uma redução de 10%. É o caos ou não é?

ECONOMIA ÀS CUSTAS DE NOSSAS FAMÍLIAS

Em uma de suas peças publicitárias, o prefeito comemora a suposta economia nos primeiros meses de governo. Como diriam nossas avós, "economia na base da porcaria". Para economizar, ele cortou a verba de zeladoria, abandonou a manutenção dos piscinões e reduziu em 45% os investimentos em Direitos da Cidadania. Ao mesmo tempo, concedeu aumentos de até 61% para seus assessores diretos (comissionados) e fez vista grossa para denúncias gravíssimas de corrupção em seu governo. Vale a pena economizar tirando de quem mais precisa?

SERVIDORES PÚBLICOS SÃO OS QUE MAIS SOFREM

Todo este caos gerado pela irresponsabilidade da atual Administração da cidade acaba refletindo diretamente nos trabalhadores públicos. Somos nós que temos que nos virar sem os recursos necessários para prestar um bom atendimento à população e sofremos com a revolta do povo quando não tem seus direitos garantidos. Pra piorar NUNCA fomos tão desrespeitados por uma Administração! Muitos de nós já estão PAGANDO PARA TRABALHAR. Acumulamos perdas, o plano de saúde foi para o buraco, tivemos direitos históricos retirados e as ameaças de mais retrocessos não param! O próximo alvo é nossa aposentadoria.

CHEGOU A HORA DE DAR UM BASTA

Respeitamos os que acreditaram que este governo representaria uma mudança "para melhor", mas já está mais do que comprovado que o que o prefeito quer é arrancar nosso couro. Vamos dar um basta a todo esse retrocesso. Para isso, pedimos o seu apoio, munícipe, que reconhece os esforços dos servidores para te atender da melhor maneira possível. Dia 8, venha pra luta com a gente!

 

Ações de marketing não colocam comida no prato

No dia 8, vamos lutar por melhores condições de trabalho e salário e também por:

PAGAMENTO DOS PRECATÓRIOS DO FUPREM: O desrespeito da Administração também atinge a quem tanto fez pela cidade: nossos aposentados e aposentadas. Exigimos o imediato pagamento dos processos do Fuprem!

30 HORAS PARA AUXILIARES EM EDUCAÇÃO: Já está mais do que comprovado que é impossível seguir com a atual jornada. A readequação é urgente! Vamos levar esta bandeira de luta ao protesto do dia 8 e dialogar com a população.

MATERIAIS E ESTRUTURA NAS UBSs: Além da falta de trabalhadores e do acúmulo de serviço, as unidades de Saúde também sofrem com a falta de insumos básicos para o atendimento da população. A cidade está doente!

RESPEITO AOS SERVIDORES E CONTRA AS PERSEGUIÇÕES: O prefeito age como um ditador ao atacar as finanças do SINDSERV. Não dialoga, não negocia, não respeita determinações judiciais e persegue a entidade representativa da categoria.

Pesquise