Caixa Econômica garante início das obras do projeto habitacional Minha Casa, Minha Vida

Assessor da Presidência da Caixa Econômica Federal reafirma apoio Projetos Nelson Mandela e Frei Tito, Coordenação do MSTL apresenta propostas de cozinha e lavanderia populares e anuncia a assinatura de contrato com a construtora para esta semana!

A manhã de 23 de agosto de 2015 ficará marcada nas vidas das 800 famílias (153 são famílias de trabalhadores públicos) participantes dos Projetos Frei Tito e Nelson Mandela, organizados pelo MSTL – Movimento Sem Terra de Luta. Neste dia, Ricardo Gouvea, Consultor da Presidência da Caixa, afirmou que vai ajudar a encaminhar todas as demandas dos Projetos e que ele irá supervisionar, pessoalmente, a parceria entre a CEF e o MSTL: "Vocês terão em mim um padrinho destes projetos. Podem contar comigo", afirmou Gouvea ao vestir a camisa do MSTL, um presente da entidade em agradecimento à sua visita.

Mais uma vez, a emoção tomou conta do terreno

A Assembleia começou com a acolhida das famílias, enquanto um vídeo com imagens da Festa Caipira do MSTL era exibido dentro do galpão. No início, duas novidades: Eduardo Cardoso, da direção do MSTL, convidou algumas pessoas para a oração do Pai Nosso e às famílias muçulmanas, que compõem os projetos, a realizar uma oração islâmica. Yuri Ansare, que será um dos moradores do nosso condomínio, explicou como os muçulmanos iniciam suas reuniões e recitou um trecho do Alcorão, livro sagrado do Islam. Yuri, apesar de muito jovem, é formado pela Universidade de Medina, na Arábia Saudita, por isso, tem o título de Sheikh.

As novidades da Assembleia não pararam por aí. Eduardo Cardoso apresentou a proposta dos projetos de cozinha e lavanderia popular, que servirão para geração de renda, com a comercialização de produtos e serviços para atendimento dos moradores do futuro condomínio e também aos moradores da região. As famílias aprovaram, por unanimidade, os dois projetos.

Eduardo anunciou, também, o compromisso já firmado na contratação da construtora que irá erguer os apartamentos: "Nesta semana devemos assinar o contrato e anunciar o nome da construtora, que será divulgado em nosso site".

Obras devem começar ainda esse ano

As famílias aplaudiram e comemoraram muito o anúncio: "Nós demoramos um pouco para fechar com a construtora, porque fomos exigentes. Em nenhum momento aceitamos abrir mão de nossa proposta original, aprovada por vocês, apesar da insistência da maioria das construtoras em solicitar alterações nos nossos projetos. Quem assinou, o fez respeitando nosso projeto e a decisão das famílias", explicou Eduardo.

Outro motivo de comemoração foi a explanação feita por Ricardo Gouvea, Assessor da Presidência da Caixa: "Confesso que fiquei emocionado quando entrei aqui. Senti uma energia ainda mais forte do que a que eu esperava". Ricardo ressaltou, ainda, a organização do MSTL: "Fiquei muito impressionado com a organização de vocês. É visível a capacidade destas famílias na gestão dos projetos".

Segundo ele, um Programa como o Minha Casa, Minha Vida – Entidades precisa de normas e aspectos burocráticos que ajudam a evitar erros. Existia um erro de conectividade entre os dados do CAD Único, que devem ser enviados pela prefeitura, e o Ministério das Cidades. Agora, este problema está prestes a ser resolvido, com a publicação de nova normativa que irá garantir a continuidade da avaliação e aprovação das famílias! Ricardo Gouvea explica que "Através de uma Portaria do Ministério das Cidades, a Caixa estará autorizada a receber e analisar as pastas das famílias, ou seja, em breve teremos o anúncio de mais famílias aprovadas".

Além da boa notícia sobre a análise das pastas, Ricardo também falou sobre a contratação da obra: "Há um compromisso da gente de fazer o contrato e iniciar as obras ainda esse ano".

Um importante parceiro em Brasília!

Ricardo Gouvea foi homenageado pelas famílias e recebeu uma camisa do MSTL, a qual fez questão de vestir imediatamente. Emocionado, disse: "Aqui foi selada nossa união. Eu, agora, sou um defensor, um padrinho de vocês neste projeto, tanto na Caixa, quanto no Ministério, para que ele aconteça rápido e bem. Podem contar comigo!".

Pesquise