MCMV: Correspondente da Caixa vai tirar dúvidas e simular financiamentos

Diversos trabalhadores e trabalhadoras compareceram à sede do SINDSERV, na noite de 3 de julho, e participaram da reunião para saber mais detalhes sobre os 80 apartamentos, na região do Ferrazópolis, conquistados pelo nosso Sindicato, para famílias com renda entre R$1.601,00 e R$5.000,00 mensais, com facilidades de pagamento pelo Programa Minha Casa, Minha Vida - Faixa 2, do Governo Federal.

A conquista foi através de uma parceria do SINDSERV com a Associação OESTE, entidade que atua na luta pelo direito à moradia.

A correspondente da Caixa Econômica Federal, Carla Moraes, explicou passo a passo os critérios necessários para os servidores se enquadrarem no Programa. "Essas explicações são gerais, mas precisamos estudar cada caso, por isso, estarei aqui, na sede do SINDSERV, entre os dias 15 e 18 de julho, das 10h às 19h, para esclarecer dúvidas e fazermos as simulações de financiamento", disse Carla.

Manoel Boni, representante da Associação OESTE, apresentou o protejo dos apartamentos que são de 48 metros quadrados, 2 dormitórios, com sacada, elevador, vaga para carro e áreas de uso coletivo, como salão de festas, quadra esportiva, salão de jogos e brinquedoteca. "Queremos que vocês, servidores públicos de São Bernardo do Campo, conquistem a casa própria, então, em conjunto com a Caixa possibilitaremos condições muito especiais para aquisição destes apartamentos", falou Boni. 

Nosso presidente, Giovani Chagas, agradeceu a presença de todos. "Ao contrário do que se aparenta aí fora, para algumas categorias, todos acham que os servidores públicos ganham muito bem e não é verdade e nós sabemos disso. Então, essa parceria com as entidades é importante para nós, sabemos que a demanda é muito grande, mas vai contemplar algumas famílias, alguns dos nossos trabalhadores e vai nos ajudar a pensar e buscar outras parcerias, para ampliarmos os números de servidores que conquistem as suas casas, seu lares", finalizou Chagas.

Daiane, professora de educação infantil, estava presente e expressou sua opinião sobre a conquista desses 80 apartamentos. "Quero agradecer ao Sindicato que nos deu essa oportunidade, trazendo essa forma de termos a nossa moradia, porque se formos esperar pelos nossos salários para termos nossas casas, nunca vamos conseguir, porque não nos dão essa oportunidade".

Veja as condições

Valor: R$156 mil

Entrada (referente ao custo do terreno): R$22 mil, que pode ser em até 30 pagamentos sem juros

FGTS: pode ser utilizado a partir da entrega das chaves.

Custo com documentos: R$3 mil, à vista.

Mensalidades: variam conforme o valor dado de entrada

Taxa de juros: a menor do mercado, praticada pela Caixa Econômica Federal, através do Programa Minha Casa, Minha Vida.

Subsídio pago pelo Governo Federal: até R$25 mil

Prazo do financiamento: em até 30 anos

Outras exigências

O titular não pode ter o nome incluído no SPC, SERASA e CADIN.

O titular não pode ter outro imóvel em seu nome (escritura registrada).

Participação nas reuniões e assembleias do empreendimento.

Quer conhecer melhor?

A Associação OESTE estará em nossa sede, com uma correspondente da Caixa, para esclarecer todas as suas dúvidas e simular os custos para cada caso individualmente. Anote na sua agenda e participe:

Dia 12 de julho, às 9h, no auditório Verde da Câmara Municipal.

Pesquise