Investimento, para valer, se faz com servidor valorizado!

Nota da Diretoria do SINDSERV às declarações do prefeito sobre o PCCS

 

A Diretoria do SINDSERV – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais e Autárquicos de São Bernardo do Campo – Discorda e lamenta profundamente as declarações do prefeito da cidade à imprensa sobre as negociações em torno de um novo PCCS – Plano de Cargos, Carreiras e Salários.

O nosso Sindicato valoriza e defende o processo de negociações e tem a Mesa Permanente como uma das importantes conquistas da categoria. Nossos diretores sempre se dispuseram a negociar com responsabilidade e na defesa dos interesses dos trabalhadores. É por isso que, durante todo o processo de discussão do PCCS, apresentamos propostas a fim de buscar alternativas que pudessem resultar em melhorias para os trabalhadores, o que, talvez, não tenha chegado ao conhecimento do prefeito. Não é à toa que estivemos presentes em todas as reuniões, que só deixaram de ocorrer quando desmarcadas pelos representantes da Administração.

O SINDSERV aceita debater as divergências entre o que é reivindicado pelos trabalhadores e o que é proposto pela Administração. Porém, jamais aceitará a perda de direitos e o sucateamento do serviço público, através das terceirizações. Além do mais, a direção do Sindicato é responsável pelas negociações representando os trabalhadores, porém, quem decide é a categoria, através de Assembleia. E a Assembleia rejeitou, por unanimidade, a proposta apresentada pelo governo.

A afirmação do chefe do Executivo de que seria necessário aumentar impostos para atender às reivindicações dos trabalhadores públicos, soa como tentativa de gerar animosidades entre a população e aqueles que fazem seu atendimento, até porque o gasto com a folha de pagamento do funcionalismo está muito abaixo do limite previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal. É bom saber que o prefeito "adora investir" e, por isso mesmo, dizemos que não há melhor investimento do que na valorização dos trabalhadores que são os responsáveis diretos pela implementação dos programas e projetos criados pela Administração, porque não adianta construir um belo hospital, uma bela escola ou instalar câmeras de monitoramento na cidade toda, se não houver trabalhadores para atender à população, educar as crianças e operar os equipamentos.

Não somos contrários a nenhum investimento que melhore a vida da população de São Bernardo, porque são necessários, são importantes para cidade, mas deve haver, também, investimentos nas condições de trabalho dos servidores, que convivem em setores muito precários, com falta de EPI, de pessoal, de estrutura adequada para que o trabalhador possa ter meios de executar suas tarefas com segurança e mais eficiência, o que resultaria em uma melhor qualidade do serviço prestado.

Somos nós, trabalhadores e trabalhadoras da Prefeitura de São Bernardo do Campo, os verdadeiros responsáveis pelo atendimento de qualidade à população. Investir em nossas carreiras e valoriza-las, é investir na satisfação da população. Afinal, governos passam, mas nós, que fazemos a cidade funcionar, continuamos.

Pesquise