CUT e Marcha das Mulheres realizam ato contra 'vagão rosa' em SP

Mulheres da CUT-SP e da Marcha Mundial das Mulheres realizaram no dia 16 de julho, na estação República do Metrô, região central de São Paulo, um 'apitaço' contra o Projeto de Lei (PL) 175/2013, que prevê ao menos um vagão em cada composição dos trens ou do metrô para ser usado exclusivamente por mulheres, como forma de diminuir a ocorrência de casos de abuso sexual. O PL, apelidado de 'vagão rosa', foi aprovado no último dia 3 de julho na Assembleia Legislativa e aguarda sanção ou veto do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Os movimentos querem o veto do PL e a adoção de políticas de conscientização e de segurança pública sobre o tema.

Em reportagem na edição de 17 de julho, do Seu Jornal, daTVT, Sônia Vasconcelos Silva, da Secretaria da Mulher da CUT, afirma que o projeto não traz proteção e seguridade às mulheres, e ao contrário, reforça a violência. "Reforça a discriminação, mascara o problema do transporte coletivo e da segurança pública para as mulheres", argumenta.

Assista a reportagem realizada pela TVT:

http://www.redebrasilatual.com.br/cidadania/2014/07/cut-e-marcha-mundial-das-mulheres-realizam-ato-contra-vagao-rosa-5969.html 

http://www.youtube.com/watch?v=UZH0j21JdfU

 

 

Pesquise