SINDSERV intervém em situação precária de trabalhadores no Cemitério do Carminha

No dia 17 de agosto, o SINDSERV recebeu a denúncia que trabalhadores públicos (coveiros), lotados no Cemitério do Carminha, estavam em condições precárias de trabalho e consideradas graves, pois colocavam em risco a integridade física deles, devido à reforma que está sendo feita no local.

Assim que o SINDSERV foi comunicado, imediatamente tomou as providências para resolver a situação. "Fomos até o Cemitério e verificamos que os trabalhadores estavam sem água, sem luz, o refeitório havia sido demolido, eles estavam fazendo refeições em um barracão de madeira junto com suas ferramentas de trabalho, produtos de limpeza e o banheiro havia sido interditado devido ao processo de reforma no local", conta a nossa Diretora de Saúde e Segurança do trabalho Maria Lúcia Santos Marcelino.

A Prefeitura não teve a preocupação em alocar os trabalhadores em um espaço adequado dentro dos padrões e normas regulamentadoras de segurança no trabalho.

"Após visita ao cemitério, constatamos a situação inadequada em que aqueles trabalhadores estavam expostos. Imediatamente, encaminhamos um relatório ao Secretário de Serviços Urbanos de São Bernardo e conseguimos uma reunião para o dia seguinte (19), onde foram acordados alguns encaminhamentos que minimizariam a situação precária a qual todos os trabalhadores estavam expostos, inclusive a suspensão temporária das exumações até que a obra seja concluída", explica Maria Lúcia. 

Desta forma, durante o período de obras, um veículo estará à disposição dos trabalhadores que serão levados ao Setor IV para que os mesmos possam realizar suas refeições em um local adequado, além de utilizar o banheiro para sua higiene pessoal antes de retornar às suas casas, visto que estamos falando de trabalhadores que exercem atividades em condições insalubres.

Pesquise