É hora de unir a classe trabalhadora em defesa dos nossos direitos!

Reforma da Previdência, reforma trabalhista, terceirizações sem limites, congelamento dos investimentos públicos, tudo isso afeta nossas vidas e nosso trabalho em São Bernardo!

Nossa luta pela garantia de direitos vai muito além da Campanha Salarial. Os ataques impostos pelos tubarões do capital especulativo, gerenciados pelo governo federal e amplamente apoiados pela mídia hegemônica, atingem em cheio os servidores públicos! A hora é de união!

Adeus aposentadoria!
A reforma do sistema previdenciário vai nivelar, por baixo, as regras para trabalhadores da iniciativa privada e para servidores públicos.
Entre as mudanças está o fim da integralidade e paridade para os servidores.

Terceirização de tudo!
Outra lei que está prestes a ser votada pelo Senado é a que desregulamenta o trabalho e terceiriza a atividade-fim. Para os trabalha dores públicos, isso pode significar, por exemplo, a terceirização da Educação e o aprofundamento do que á acontece com a Saúde.

Congelamento de investimentos: menos qualidade!
O congelamento dos investimentos públicos por 20 anos (que o governo chama de “gastos”, para enganar a população) vai criar enormes dificuldades para os servidores públicos. Com o aumento do desemprego e da recessão, os serviços públicos passam a ser mais utilizados. Quem tinha plano de saúde, vai usar o SUS, quem tinha filhos na escola particular, passa para a pública, e assim sucessivamente. Agora, imagine esse aumento de trabalho com os mesmos investimentos durante 20 anos! É a destruição do serviço público!

Mulheres sofrem mais!
Maioria no serviço público, as mulheres serão as mais penalizadas com as perdas de direitos, como na proposta de reforma da previdência. As trabalhadoras terão que trabalhar ainda mais!

Só a luta pode mudar esse quadro!
Contra toda essa agenda de retirada de direitos e de aumento da exploração, só tem um jeito: a unidade dos trabalhadores em uma agenda de lutas! Por isso, convocamos a toda a categoria para unir esforços com o SINDSERV, tanto na Campanha Salarial quanto nas lutas unificadas.

Pesquise