O SINDSERV traz a Feira da Reforma Agrária do MST

O SINDSERV, em parceria com o MST, realizará uma série de feiras de produtos agroecológicos em sua sede, levando produtos e cultura. A primeira dessas feiras será no dia 14 de julho, uma 6a feira, entre 10h e 20h. A feira disponibilizará hortaliças e frutas, além de pimentas, licores, vinho, chinelos, mel, etc. Ainda contaremos com um evento cultural por volta das 18h30, pra aumentar essa integração!

MST e a Reforma Agrária

Existe MST na Região Metropolitana de São Paulo? Como consumir alimentos da reforma agrária aqui na cidade? Mais do que isso, como consumir alimentos saudáveis aqui na cidade pagando um preço justo e acessível aos trabalhadores? A resposta é sim, a Regional Grande São Paulo existe desde 2000, lutando pela reforma agrária no cinturão verde da Região Metropolitana de São Paulo. Essas áreas cada vez mais vêm se transformado em monoculturas de eucalipto, galpões de logística e especulação imobiliária, perdendo sua vocação de produção de alimentos para abastecimento da cidade, além de todas suas funções ecológicas.

Como se organizam os produtores?

Eles são organizados através das Comunas da Terra, assentamentos com lotes pequenos, voltados para produção de hortaliças e frutas através da agroflorestas, ou seja, floretas de árvores frutíferas que enriquecem a biodiversidade da região ao mesmo tempo em que produz alimentos. A maioria dos espaços se localizam no eixo noroeste, próximo à via Anhanguera (entre São Paulo e Jundiaí), mas contamos também com o Núcleo Urbano Carlos Marighella, localizado no ABC. O princípio é produzir sem veneno, mas não para no orgânico: Eles são agroecológicos! Isso significa mudar a relação com a natureza e com o trabalho, e não só vender orgânicos caro para os ricos. A agroecologia significa uma busca incessante de novas técnicas, cooperando com a natureza e seus ciclos, e não tentando modificá-la. Nesse sentido, o trabalho também é cooperado: não existe exploração de trabalhadores, os integrantes que plantam e colhem o alimento enquanto semeiam um mundo diferente, mais igualitário e livre, com preservação da fauna, flora, das matas e da biodiversidade.

Alimento é vida! Terra é direito! 

Pesquise