Gestão marcada por denúncias e desrespeito aos trabalhadores

O ano nem terminou, e a Administração do "prefeito gestor" já tem marcas desastrosas: denúncias de corrupção e venda de cargos no primeiro escalão, gasto excessivo com marketing, sucateamento do serviço público e demissão em massa

Se algum trabalhador público de São Bernardo ainda tinha alguma expectativa positiva em relação ao governo municipal, isso parece ter se encerrado com o episódio da última semana, quando o Ministério Público pediu a prisão preventiva do secretário de Gestão Ambiental e vereador afastado, Dr. Mário de Abreu - PSDB, concomitante à ação da Polícia, que realizou busca e apreensão de documentos e equipamentos no Paço Municipal. Ainda foram pedidas as prisões de um diretor e um chefe de seção, também indicados pelo atual governo, acusados dos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e concussão. Suspeita é que os crimes ocorrem desde o início da administração de Orlando Morando.

Sucateamento

Esta denúncia, que atingiu a Secretaria de Gestão Ambiental, tem relação com todo o processo de sucateamento do serviço público, cujo objetivo fundamental é provocar a insatisfação popular para justificar o processo de privatização da cidade. É o patrimônio público indo parar nas mãos e nos bolsos dos "amigos do poder". Para constatar essa ação anti-povo e anti-servidores, basta dar um pulo no PS Central, um dos principais alvos de denúncia de péssimos serviços prestados. Aliás, parece que a Saúde tem sido um dos alvos prioritários dos privatistas: faltam medicamentos e até papel para eletrocardiogramas, médicos foram demitidos por perseguição política e, na última semana de outubro, 103 Agentes Comunitários de Saúde, profissionais fundamentais para a estratégia de atendimento e prevenção, foram jogados no olho da rua, sem qualquer aviso ou negociação. Este sucateamento se estende por todos os setores e secretarias, provocando enormes dificuldades para que os trabalhadores públicos possam exercer suas funções dignamente. Quem prometeu valorização, até agora só entregou desrespeito e péssimas condições de trabalho.

Pesquise