Vergonha! Esquema de corrupção em São Bernardo é notícia na TV

Em matéria apresentada nos dias 4 e 5, emissora conhecida por encobrir denúncias contra tucanos, revela "esquema de corrupção que surpreendeu até o Ministério Público"

A atual "gestão" de nossa cidade, mais uma vez, faz todos os cidadãos e, especialmente, os trabalhadores da prefeitura, passarem vergonha em rede estadual... O telejornal SP1, da Rede Globo, apresentou duas matérias sobre as denúncias que atingiram em cheio o primeiro escalão do governo Orlando Morando.

O SINDERV Jornal e o nosso portal na internet já haviam trazido à tona as denúncias de venda de cargos e licenças coordenadas pelo secretário de Gestão Ambiental Dr. Mario de Abreu, vereador eleito pelo PSDB e indicado ao cargo pelo prefeito.

O que surpreendeu a todos, agora, foi a ampla cobertura dada pela emissora famosa por encobrir denúncias contra os tucanos, especialmente em São Paulo. A matéria, com tom bombástico, é apresentada pelo repórter como a descoberta de um esquema milionário de corrupção que funcionou por dez meses e que surpreendeu até o Ministério Público.

Maria Cecília Alfieiri Nacle, Promotora de Justiça responsável pelo caso, afirma que foi detectado "um esquema de corrupção baseado em compras de cargos, vendas, negociações de licenças e autorizações ambientais, nomeação de funcionários fantasmas, várias frentes de investigações dentro desta secretaria".

Na segunda parte da matéria, o tom fica ainda mais duro, com a apresentação de gravações que provam a corrupção e de uma testemunha que decidiu denunciar a extorsão. Segundo o jornal, a denúncia do Ministério Público mostra que "que além da venda de cargos na Secretaria de Gestão Ambiental de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, cidade administrada pelo prefeito Orlando Morando (PSDB), a quadrilha que ali atuava negociava liberação de multa, licença ambiental, corte de árvores e até a madeira cortada. De acordo o MP, quem comandava o esquema era o secretário Mário Henrique de Abreu, que foi exonerado após denúncia de corrupção.

Mais da metade do território do município de São Bernardo do Campo está em uma área de manancial protegida por lei. Em alguns lugares é totalmente proibido construir. Em outros, é preciso seguir regras rígidas.

A Secretaria de Gestão Ambiental deveria cuidar, manter e proteger esse patrimônio mas, segundo o Ministério Público, uma quadrilha se instalou lá e descobriu que esse tesouro ecológico poderia render muito dinheiro.

As investigações revelaram que os integrantes da organização criminosa cobram para:

• Anular multas que nem deveria ter sido aplicadas

• Liberar licenças ambientais

• Autorizar o corte de árvores

A investigação descobriu que o grupo ainda vendia parte da madeira das árvores cortadas".

Nos links abaixo, você pode assistir às duas partes da matéria.

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/secretario-de-sao-bernardo-do-campo-e-exonerado-apos-denuncia-de-corrupcao-e-venda-de-cargos.ghtml

https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/secretario-de-sao-bernardo-do-campo-cobrava-propina-para-anular-multas-e-dar-licenca-ambiental-diz-mp.ghtml

Pesquise