Mais uma traição

Câmara de vereadores aprova projeto que extingue folga quinzenal dos trabalhadores em regime de trabalho 12X36

Como previmos, mais uma vez, numa atitude desrespeitosa, o Executivo enviou PL que retirou direitos de nossa categoria. Desta vez, os atingidos foram os trabalhadores e trabalhadoras da Saúde e da Segurança Urbana que cumprem jornada de trabalho no regime de 12X36 horas. Eles perderam sua folga quinzenal, um direito dos trabalhadores há mais de 22 anos, e também as horas extras com pagamento de 100% nos domingos e feriados.
A manobra da Administração não permitiu uma avaliação criteriosa por parte dos vereadores e, por isso, a Vereadora Ana Nice - PT pediu o adiamento da votação por 3 sessões, o que não foi aprovado. Numa tentativa de mediação, o Vereador Tião Mateus - PT solicitou, então, o adiamento por uma sessão, que também não foi aprovado. Os vereadores da oposição em conjunto com o sindicato ainda propuseram , uma emenda que favorecia os trabalhadores mas, da mesma maneira que as outras ações, foi rejeitada. O Sindicato tentou ainda, usar a tribuna livre para defender o ponto de vista dos trabalhadores e sequer foi avaliada a possibilidade pelos vereadores.
De uma maneira atroz e covarde, o projeto foi aprovado, sem discussão com o Sindicato, por 17 votos a favor da proposta do Executivo.
Veja a lista dos vereadores que votaram CONTRA OS TRABALHADORES:

- Alex Mognon - PSDB

- Ary de Oliveira - PSDB
- Aurelio – PTB
- Bispo João Batista – PRB
- Eliezer Mendes – PODE
- Estevão Camolesi – PPS
- Fran Silva – Solidariedade
- Gordo da Adega – PC do B
- Índio Lula – PR
- Ivan Silva – Solidariedade
- Jorge Araújo – PHS
- Juarez Tudo Azul – PSDB
- Martins Martins – PHS
- Mauro Miaguti – DEM
- Pastor Zezinho Soares – PSDB
- Rafael Demarchi – PRB
- Ramon Ramos – PDT
- Toninho Tavares - PSDB

O Departamento Jurídico do SINDSERV já estuda maneira de garantir juridicamente este direito que os trabalhadores e trabalhadoras tinham há 22 anos.

Pesquise