Prefeito processa SINDSERV e sofre derrota na Justiça

Juíza considerou que Sindicato apenas cumpriu com seu dever de informar a categoria e fiscalizar os atos do Executivo

mulher de cesarNo dia 5 de fevereiro, munícipes flagraram um carro do mercado de propriedade do prefeito saindo do recém inaugurado Bom Prato. Um vídeo foi enviado ao SINDSERV, que de maneira questionadora, jamais acusatória, publicou em sua página do Facebook com o seguinte texto:

"O POVO QUER SABER:

O que um carro do MERCADO DO PREFEITO Orlando Morando (PSDB) estava FAZENDO NAS DEPENDÊNCIAS DO BOM PRATO?

Descarregando? Carregando? Desviando do trânsito?

Olha aí, MP, mais uma para averiguar!"

A repercussão foi grande: mais de 51 mil visualizações e 1560 compartilhamentos. A população passou a questionar o prefeito sobre tal situação, cá entre nós, independente do real motivo, nada republicana.

Ao invés de esclarecer os fatos e encerrar o assunto, o chefe do Executivo decidiu processar o SINDSERV por supostos danos morais. Em audiência realizada na última quarta-feira, 17, a juíza responsável pelo processo decidiu indeferir o pedido do prefeito, indicando em sua sentença que o Sindicato jamais o acusou, apenas questionou.

Em tempos de redes sociais e quando a maioria da população tem acesso a smartphones, evitar tais questionamentos é praticamente impossível. Mais um motivo para tratar a coisa pública com lisura, respeito e transparência.

Há uma frase famosa que diz: "À mulher de César não basta ser honesta, tem de parecer honesta"*. Ou seja, mais cuidado ao misturar a vida privada com a pública não faz mal a ninguém.

Se você quer assistir ao vídeo que deu causa à polêmica, clique aqui.

 

* Conta a história que durante a Festa de Bona Dea (Boa Deusa), uma orgia báquica reservada exclusivamente às mulheres, na casa de Júlio César, organizada por sua esposa, Pompeia Sula, em 62 a.C., um jovem chamado Publius Clodius disfarçou-se de tocadora de lira e entrou na festa, na esperança encontrar-se com a esposa do imperador, por quem estaria apaixonado. Porém, foi descoberto pela mãe de Júlio César. Sem conseguir provar a ação de Publius no tribunal, o imperador decidiu divorciar-se de Pompeia, quando teria dito: "A mulher de César deve estar acima de qualquer suspeita". Esta frase deu origem a um provérbio, cujo texto é geralmente o seguinte: "À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta".

Pesquise