Prefeitura pede cautela contra o coronavírus, mas não oferece produtos de higienização às escolas

A postura da prefeitura de São Bernardo nos desdobramentos da chegada do coronavírus à cidade gerou insatisfação entre servidores da Secretaria de Educação.

Segundo funcionários públicos que procuraram o sindicato, a ordem do Paço Municipal é ter cautela nas escolas e intensificar a lavagem de mãos dos alunos ao menos três vezes ao dia durante o período escolar. Entretanto, segundo os servidores, não há, por exemplo, álcool em gel disponível para as escolas. Além disso, professores questionam o risco de contaminação entre alunos e os próprios servidores da Educação.

A diretoria do SINDSERV vem a público exigir do governo municipal prudência e responsabilidade em suas ações na diante da pandemia do vírus que está avançando em nossa cidade e em todo o país.

Pesquise