Nesta sexta, palestra com Dulce Xavier

As atividades do Mês do Laço Lilás continuam nesta sexta-feira, 28 de março. Desta vez, contaremos com a presença de Dulce Xavier, militante feminista, que vai falar sobre Combate à Violência Doméstica e Juizado Especial Feminino em São Bernardo do Campo.

A atividade começa às 19h, na nossa sede.

SAIBA MAIS: 

O mês de março simboliza a luta das mulheres no combate à violência doméstica, à discriminação por gênero e ao direito à igualdade, liberdade e autonomia.

Com o objetivo de fortalecer essa bandeira e homenagear a iniciativa das mulheres socialistas que, com muita garra, coragem e sem saber que fariam história, deram início ao Dia Internacional da Mulher, o SINDSERV lançou o MÊS DO LAÇO LILÁS, que consiste em uma série de atividades, representadas simbolicamente por uma fita na cor lilás, em forma de laço.

Durante o mês de março usaremos este símbolo e vamos distribuí-lo para a categoria, amigos, parceiros e visitantes do Sindicato. "Prepare o seu laço ou retire no Sindicato, organize seu grupo e participe das atividades que a diretoria preparou. A participação é um modo de afirmar o compromisso de cada um contra a violência que milhares de mulheres ainda sofrem diariamente", disse a nossa Diretora de Organização, Arlene de Paula.

O nosso Sindicato montou um calendário de ações e temas que contemplam a pauta das mulheres e conta com a sua presença!

HISTÓRIA

Tudo começou no dia 8 de março de 1857, na cidade de Nova Iorque, quando operárias de uma fábrica de tecidos fizeram uma grande greve e foram reprimidas com muita violência. O final foi trágico e totalmente desumano: durante o ato, as tecelãs foram trancadas

dentro da fábrica, que foi incendiada por seu próprio proprietário. 130 dessas mulheres morreram carbonizadas, envoltas em um tecido lilás.

Na manifestação, as tecelãs reivindicavam melhores condições de trabalho, como a redução da jornada para 10 horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), a equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e o tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.

Em 1910, durante um Congresso de Mulheres Socialistas, na Dinamarca, a militante Clara Zetikin sugeriu que 0 8 de março passasse a ser o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às trabalhadoras assassinadas em Nova Iorque. Já em 1975, através de um decreto, a ONU (Organização das Nações Unidas) oficializou a data.


Pesquise