Servidores denunciam preconceito e xenofobia

preconceito

Os Sindicatos de Servidores Públicos Municipais de Santo André e de São Bernardo do Campo repudiam as manifestações de xenofobia propagadas durante e após o processo eleitoral que reelegeu Dilma Roussef (PT) à Presidência da República.

O processo democrático é resultado da luta dos trabalhadores deste país e de suas organizações sindicais, populares e partidárias, contra a ditadura militar. Ficamos por quase três décadas impedidos de escolher os mandatários do Poder Executivo e somente a união de brasileiros, de todos os estados, raças e opções político-partidárias, foi capaz de reverter este quadro.

A opção por candidaturas e partidos políticos faz parte da beleza deste processo democrático. Entristecer-se ao ver seu candidato derrotado ou lamentar pela opção da maioria, também fazem parte deste processo, e são reações plenamente aceitáveis, assim como são aceitáveis e salutares as manifestações de alegria e esperança da parte de quem viu seu projeto vitorioso. O direito à oposição também é uma conquista da classe trabalhadora!

O que não podemos admitir são as reações de preconceito e alusões a um separatismo que representa o que há de mais atrasado e anti-democrático em nosso país.

Dilma foi eleita com votos de todos os brasileiros, que em sua maioria preferiram pela continuidade de seu governo. Sua votação nas regiões Sul e Sudeste foi 1,5 milhão maior do que nas regiões Norte e Nordeste, ou seja, 25,8 milhões aqui e 24,3 milhões lá!

Nossos Sindicatos vão continuar na luta por democracia, contra qualquer forma de preconceito e vão denunciar aos órgãos competentes as manifestações criminosas às quais tiverem conhecimento.

Somos todos brasileiros! Por isso, mais xodó e menos arenga!

Pesquise