8 de março: dia de luta e de reconhecimento

mulheresEm 1910, decidiram em uma conferência socialista, em Copenhagen, na Dinamarca, instituir o dia 08 de março como o Dia Internacional da Mulher, em homenagem às operárias de uma fábrica de tecidos situada na cidade norte-americana de Nova York, que no dia 8 de março de 1857, fizeram uma grande greve e, como punição, foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. 130 mulheres morreram carbonizadas em consequência deste ato absurdo!

De lá pra cá, o mundo mudou um bocado, mas muitas das violências e agressões que as mulheres sofreram através da história, continuam presentes. Muitas vezes com uma roupagem nova, contemporânea, mas que por baixo dela, perpetua os mesmos valores e princípios dos séculos passados.

Esta é uma data que hoje é celebrada por seus conteúdos sociais, humanos, familiares, políticos, culturais, destacando o papel feminino na sociedade, seu trabalho, seus feitos, sua criatividade, mas que nunca deve renegar ao segundo plano as dores, tragédias e medos vividos pelas mulheres no passado e hoje.

Assim, dispensamos as rosas distribuídas nas portas de lojas e supermercados que muitas vezes oferecem salários menores às suas trabalhadoras só por serem mulheres, as caixas de bombons em cima da mesa de empresas onde piadas jocosas são toleradas e os parabéns daqueles que na primeira divergência no trânsito com uma motorista revelam que acreditam que mulher pilota mesmo bem é o fogão!

Não abrimos mão, nunca, que todas as mulheres tenham direito à educação e à saúde decentes, ao respeito de seu companheiro, a salários iguais no mercado de trabalho, a serem tratadas com respeito em situações de abusos de todos os tipos, a não serem estupradas ainda crianças e precisem ouvir que provocaram, a ter seus partos como bem entenderem, a andar com a roupa que quiserem sem serem culpadas pela falta de controle de outras pessoas... Não abrimos mão da Liberdade e da Igualdade!

Parabéns às mulheres por não desistirem nunca! E obrigada aos homens, que na condição de pais, amigos, namorados, noivos ou maridos, caminham ao nosso lado em mais esta Luta!

Pesquise