Educação sofre com onda de desmonte sem precedentes

"Gestão" municipal descumpre compromissos, promove desmonte, segue cartilha de Temer e desrespeita população, educadores e estudantes!

educaçãoEm menos de um ano, a atual Administração conseguiu promover uma onda de desmonte sem precedentes na Educação de São Bernardo! Um serviço reconhecido pela população graças à qualidade dos profissionais e por uma filosofia implantada há muitos anos, que ultrapassou as barreiras das mais variadas gestões, começa a ser destruído e substituído pelo PADRÃO DA FALIDA EDUCAÇÃO ESTADUAL! Isso prova que, apesar da dedicação dos trabalhadores, os equívocos de gestão podem destruir todo o processo pedagógico, exatamente como aconteceu na educação tucana de São Paulo. Não é a toa que a secretária escolhida pelo prefeito tem sua carreira construída nessa "escola" estadual.

Dia após dia, percebemos que todos os compromissos assumidos pelo chefe do Executivo durante apresentação no Cenforpe, no início do ano, não passaram de continuidade de discurso de campanha! Na prática, até agora, só desrespeito e desvalorização!

FALTA DIÁLOGO!

Atitudes como a do envio da Rede 200/2017, que impõe reposições nos dias 02 e/ou 22 de dezembro, são a expressão da incapacidade da gestão em estabelecer diálogo com a categoria e representam sua face antidemocrática. Perseguem quem foi à luta contra a destruição dos direitos trabalhistas nas greves de 15 de março e 28 de abril. Mesmo descontando o dia e imputando faltas, cobram a reposição, agora! Nosso Sindicato foi à Justiça pelo direito de greve!

FALTA RESPEITO!

A prática antidemocrática não para por aí! Os ofícios enviados pelo Sindicato são submetidos à Secretaria de Comunicação e quando não causam efeitos para o "marketing do prefeito", não são respondidos! Além disso, o compromisso da Secretaria de Educação de realizar reunião mensal com o Sindicato, conforme matéria de 20 de março, também foi descumprido!

Sem condições de trabalho ou aumento salarial, só nos resta lutar!

Pesquise