Notícias Urgentes sobre o Estatuto da Educação


estatutoA Diretoria do SINDSERV, assim que receber as análises completas das assessorias jurídica e econômica, vai agendar reuniões para apresentar o conteúdo destes estudos para toda a categoria e, também, para esclarecer eventuais dúvidas que persistam entre os trabalhadores.

Alguns dados e explicações, ainda ausentes, são necessários para uma análise final sobre o documento. Nosso Departamento Jurídico, por exemplo, já detectou aspectos que consideramos inconstitucionais na proposta apresentada, e o DIEESE, responsável pela análise econômica, informou que a ausência de alguns dados e ambiguidade em outros, atrapalha a elaboração de um documento final.

Solicitamos o agendamento de uma reunião da Mesa de Negociações, com a máxima urgência, para esclarecer alguns destes pontos e discutir outros.

Segundo o presidente do SINDSERV, Giovani Chagas, há alguns pontos que carecem de explicação, discussão e detalhamento no documento: "o anexo que trata da questão específica dos Professores Substitutos ainda não foi apresentado, há dúvidas, tanto do DIEESE quanto do departamento Jurídico, em relação às tabelas, ainda não há uma compreensão exata do que querem dizer em relação a faltas injustificadas, critérios para pontuação e a extinção de cargos". Segundo a secretária geral, Cássia Tochetto, há 28 anos na rede, "já se tentou extiguir o concurso público antes, mas os profissionais se mobilizaram e não aceitaram".

Encontros devem acontecer na próxima semana

O SINDSERV vai organizar quatro reuniões descentralizadas para facilitar a participação de todos os profissionais da rede. Assim que tivermos a confirmação da disponibilidade dos locais, enviaremos a convocação. "Queremos agendar todas as reuniões para a semana de 29 de outubro a 1o. de novembro. Se tudo correr como planejado, teremos as respostas da SE e as análises econômica e jurídica para apresentação", explica a diretora de comunicação do nosso Sindicato, professora Arlene de Paula. Pode ser que, em virtude das datas, seja necessário que os grupos discutam a possibilidade de mudanças nos dias de HTPC.

Sindicato solicitou liberação de um dia para toda a rede discutir a contraproposta

Nosso Sindicato encaminhou ofício à Secretaria de Educação solicitando que seja liberado um dia de trabalho para discussão da contraproposta em todas as escolas da rede. Segundo a secretária geral, professora Cássia Tochetto, o Sindicato fez a solicitação por considerar que a discussão coletiva é fundamental neste momento: "A leitura individual pode provocar interpretações equivocadas. Precisamos desta liberação e das reuniões convocadas pelo Sindicato para compreendermos juntos o que o documento pode significar em nossas vidas e carreiras".

Dúvidas? Envie para gente!

Muitas das dúvidas que estão surgindo são comuns a muitos trabalhadores. Se você já leu o documento e não compreendeu algo, envie sua dúvida para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. . Vamos apresentar todas estas dúvidas aos nossos assessores e à SE.

Prepare sua unidade para a mobilização!

Você já sabe: o Sindicato, enquanto representante legal da categoria, é o responsável pelas negociações, mas a decisão é dos trabalhadores! Participe! Não permita que decidam por você!

O momento é de unidade e mobilização, por isso, avise a todos em sua escola para que participem das discussões e da Assembleia decisiva.

 

Veja também:

Ficou em dúvida ou quer fazer algum comentário sobre esta matéria? Envie para gente: 
 O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
 . Seus questionamentos, observações e críticas são muito bem vindos e podem ajudar outros colegas na compreensão da matéria.

Pesquise