Perguntas e respostas que podem te ajudar na hora da decisão

Qual é a avaliação do Sindicato sobre a contraposta?

O SINDSERV considera que há riscos na proposta da SE, especialmente em relação ao fim de concurso público para acesso do trio gestor e exclusão e extinção de cargos.

 

Por que o SINDSERV não decidiu sozinho?

Porque a construção defendida pela entidade é coletiva! Quem vai agir nas escolas são os profissionais da educação. Nada mais justo que eles decidam.

 

Por que não se resolveu tudo na Mesa de Negociações?

Porque havia pontos dos quais a Administração não abria mão e com os quais nós não concordávamos. A função do Sindicato na Mesa é negociar a partir daquilo que foi delegado pela categoria.

 

Minha opinião será respeitada?

Sim! Para o SINDSERV é inadmissível qualquer tipo de pressão, assédio, coação ou desrespeito à opinião individual. As pessoas têm o DIREITO e a liberdade de decidirem o que quiserem e, ao mesmo tempo, têm o DEVER de respeitar as opiniões e, mesmo contrariadas pelo resultado, têm que ACATAR a decisão da maioria. Não vamos admitir atos de truculência.

 

Caso a contraproposta seja aprovada, o que o Sindicato pretende fazer com aanálise jurídica?

Já publicamos a análise e sabemos que o governo tem conhecimento dela. Sabemos, também, que a PGM está realizando sua própria análise e que a Câmara dos Vereadores também o fará. Obviamente, caso os equívocos jurídicos não sejam corrigidos, ingressaremos com ações na Justiça.

 

O que pode acontecer se a proposta for rejeitada?

Judicialmente, vamos manter nossa ação (em trâmite) que exige o cumprimento do Estatuto de 2008, com o devido pagamento das progressões atrasadas.

Politicamente, vamos usar todos os mecanismos que temos para garantir a decisão da categoria, como manifestações e paralisações.

 

Por que no Poliesportivo?

Porque é um espaço que comporta um grande número de pessoas, com amplo estacionamento, segurança e proteção para eventuais mudanças climáticas.

Pesquise