Educação: Assembleia decide por passeata no próximo dia 24 de outubro

Profissionais da Educação de São Bernardo do Campo estiveram presentes na noite de 17 de outubro, na sede do SINDSERV, e participaram da assembleia, convocada por nosso Sindicato, para decidir o que fazer em função de não ter assegurado o ponto facultativo do Dia do Professor para todos os profissionais da educação.

A Secretaria de Educação, alegou que pelo atual estatuto somente os profissionais do quadro do magistério, professor, diretor, orientador pedagógico e coordenador pedagógico, teriam direito a ter o ponto facultativo, ou seja, parte dos trabalhadores não teria folga no dia 24 de outubro. Então os auxiliares em educação começaram uma movimentação e procuraram a diretoria do nosso Sindicato.

Logo que a diretoria do SINDSERV tomou conhecimento dessa situação, imediatamente, protocolou um ofício na Secretaria de Educação, requerendo que esse ponto facultativo fosse extensivo a todos os profissionais da educação. "A tarefa desses trabalhadores é ficar com as crianças, eles atuam diretamente com crianças, jovens e com suas famílias. Fizemos uma reunião com os auxiliares em educação e tiramos uma comissão para a as demandas destes profissionais. Desta reunião tiramos essa assembleia para definirmos, todos juntos, o que vamos fazer", disse a Secretária Geral do SINDSERV, Cassia Tochetto.

O nosso entendimento é que a pauta não é apenas pelo Dia do Professor, a pauta é bem maior e envolve diversas outras coisas, principalmente a valorização do trabalho desses profissionais. "O auxiliar em educação trabalha junto com o professor, compartilha das ações com o professor. O auxiliar de limpeza, o oficial de escola, que atua com as famílias, o inspetor de alunos que atua com as crianças, o agente de biblioteca, então entendemos que somos todos profissionais da educação", completou Cassia.

Em reunião com diretoras da SE, nos foi informado que eles voltaram atrás em outros anos e que este ano, com a aprovação do Estatuto apenas os profissionais do quadro do magistério teriam o ponto facultativo. Segundo elas a proposta é de começar uma formação com os auxiliares em educação, que será no dia 24 de outubro, no CENFORPE, das 8h às 12h, e os demais profissionais permaneceram na escola.

"Em nosso entendimento, a postura da SE é desnecessária uma vez que pensar na educação é entender que na escola todos são educadores e trabalham em equipe, todos os profissionais são igualmente importantes para garantir que o trabalho seja realizado da melhor forma possível refletindo em uma melhor qualidade da educação, afirma a Diretora de Comunicação do SINDSERV, Evelyn Cunha.

A assembleia decidiu que no próximo dia 24, às 7h, TODOS os trabalhadores da educação farão uma concentração no Paço Municipal e sairão em passeata para o CENFORPE, onde os auxiliares em educação irão participar, indignados, do curso de formação.

Outro encaminhamento tirado na assembleia foi que durante a caminhada, será distribuída uma carta aberta à população, expondo aos munícipes de São Bernardo do Campo, o motivo da atividade.

O momento é de união, os profissionais do quadro do magistério estarão de folga, mas o SINDSERV pede que venham lutar com os seus colegas pela valorização do trabalho de todos da educação.

Para os demais profissionais que irão permanecer na escola, a orientação é de que participem da atividade, porém devem pegar saída ou folga, uma vez que a decisão da assembleia não foi por paralisação.

Pesquise