IMASF

Convênio médico decente para todos!

imasf

SINDSERV propõe ações em defesa dos segurados do IMASF

É com preocupação que o SINDSERV recebe a informação de que os Planos Intermediário e Especial do IMASF sofreram descredenciamentos de algumas clínicas e, em especial, do Hospital Brasil.

Segundo Giovani Chagas, presidente do SINDSERV, "Os trabalhadores têm que ter claro que o IMASF é uma autarquia da Administração Municipal, que deveria ser fiscalizada pela própria Administração. O Sindicato não participa da direção do Instituto, nem tem poder de fiscalização de suas contas. Entretanto, os trabalhadores que participam da vida do Sindicato, de suas reuniões e assembleias, sabem que sempre pautamos a questão do convênio médico decente para todos e, além disso, atuamos nos casos individuais quando, por qualquer motivo, o trabalhador não obteve atendimento adequado do convênio, buscando soluções administrativas ou judiciais".

Chagas explica, ainda, que a Administração tem grande responsabilidade na saúde financeira do IMASF, uma vez que é ela a responsável pelo repasse dos valores à autarquia: "O repasse por parte do governo, hoje de 4%, pode subir a 6% e, sendo necessária uma elevação para além dos 6%, poderia se alterar a Lei e aumentar esse percentual de repasse. Com este aumento, parte dos problemas estaria solucionado, sem a necessidade de aumentar o desconto em nossos salários".

Em reunião com o IMASF, nosso Sindicato sugeriu que se faça uma apresentação das contas da Autarquia para os beneficiários dos Planos Intermediário e Especial, para que estes possam se posicionar.

Recebemos alguns questionamentos importantes, trazidos pela categoria, como:

• por que não colocar o hospital construído pelo IMASF para atender a todos os trabalhadores?

• Qual é a dívida do Instituto?

• Qual a possibilidade de utilização dos imóveis adquiridos no último período para quitação desta dívida?

O SINDSERV sempre lutou pela melhoria na qualidade do atendimento de saúde dos trabalhadores, com extrema responsabilidade. Foi a partir deste empenho que, recentemente, alcançamos importantes decisões que visam melhorar a relação entre prestadores de serviços e usuários dos planos do IMASF.

Chagas finaliza afirmando que "Continuaremos lutando para que não haja retrocesso no atendimento do convênio médico, em todos os planos. Vamos agir com responsabilidade e não aceitaremos qualquer forma de oportunismo político num momento tão difícil como o que estamos vivendo".

Presidente do SINDSERV analisa a situação de IMASF

Assista ao vídeo onde Giovani Chagas, presidente do SINDSERV, analisa a situação de IMASF e apresenta as ações do Sindicato.

SINDSERV cobra e IMASF esclarece falta de atendimento do Hospital Brasil

Diante da informação que o Hospital Brasil havia sido descredenciado do Plano Especial do IMASF, o SINDSERV se reuniu e entrou em contato com o Instituto, que informou que o Hospital cancelou o atendimento no período de renovação do contrato, algo que não estava previsto nos termos contratados pelo Convênio, e adotou tal medida como forma de pressionar aumento do repasse na renovação do contrato.

A diretoria do Hospital Brasil já foi convocada pela autarquia para prestar esclarecimentos. O nosso Sindicato irá cobrar que adotem as medidas cabíveis.

Vale lembrar que o aumento de repasse, por parte da Prefeitura, e as melhorias no Plano Familiar Geral Básico, PFGB, foram frutos de cobranças do SINDSERV. Clique aqui e leia a matéria sobre isso.

O SINDSERV sempre lutou pela melhoria na qualidade do atendimento de saúde aos trabalhadores. Este tema é pauta constante em nossas campanhas salariais e na Mesa Permanente de Negociações. Foi a partir deste empenho do nosso Sindicato que, recentemente, alcançamos importantes decisões que visam melhorar a relação entre prestadores de serviços e usuários dos planos do IMASF. A partir deste ponto de atuação constante de nossa entidade, podemos garantir que continuaremos lutando para que não haja retrocesso no atendimento ao Plano Especial.

Nota do SINDSERV sobre descredenciamento no IMASF

É com preocupação que o SINDSERV recebe a informação de que o Plano Especial do IMASF sofreu descredenciamento do Hospital Brasil. Temos plena consciência de que este hospital é uma referência para muitas famílias de trabalhadores públicos de nossa cidade e, por isso, estamos tratando esta questão com absoluta responsabilidade.

Nossa diretoria está reunida para debater a situação e buscar os encaminhamentos mais adequados. Já entramos em contato com a direção da autarquia, solicitando esclarecimentos quanto ao fato.

O SINDSERV sempre lutou pela melhoria na qualidade do atendimento de saúde aos trabalhadores. Este tema é pauta constante em nossas campanhas salariais e na Mesa Permanente de Negociações. Foi a partir deste empenho do nosso Sindicato que, recentemente, alcançamos importantes decisões que visam melhorar a relação entre prestadores de serviços e usuários dos planos do IMASF. A partir deste ponto de atuação constante de nossa entidade, podemos garantir que continuaremos lutando para que não haja retrocesso no atendimento ao Plano Especial.

Convênio PFGB: empresa assume compromisso de melhoria do atendimento

pfgbDepois da aprovação do aumento da quota-parte da Administração no repasse ao IMASF para atendimento dos trabalhadores contemplados pelo Plano Familiar Geral Básico, PFGB, o presidente do SINDSERV, Giovani Chagas, reuniu-se com representantes do governo, do próprio Instituto e da empresa Green Line.

Mais uma vez, Chagas apresentou os questionamentos dos trabalhadores e as demandas relacionadas ao convênio. Na discussão sobre as melhorias reivindicadas pela categoria, a Green Line assumiu os seguintes compromissos:

  • Viabilizar um posto de coleta para exames em São Bernardo, contribuindo para que os servidores não tenham que ir até São Paulo. Para que esta medida se efetive, há necessidade de autorização da Anvisa;
  • Buscar a ampliação do atendimento na região, e em específico em São Bernardo, com credenciamento de novas clínicas, leitos para internações e centro cirúrgico de baixa complexidade;
  • Estabelecimento no Hospital Salvalus de um profissional específico para atendimento e resolução dos problemas relacionados aos servidores de São Bernardo;
  • Divulgação de boletim informativo com atualização dos credenciamentos de novas clínicas, assim como dos horários de transporte de servidores para o Hospital Salvalus.

Giovani Chagas avalia que a reunião foi produtiva e destaca que estas reivindicações fizeram parte da pauta de lutas do SINDSERV durante todo o ano: "Creio que nossa persistência na luta por soluções para os problemas do convênio teve um grande avanço. A parceria com o IMASF e a presença do Secretário de Administração reforçam nossa esperança de que os compromissos assumidos pela Green Line serão cumpridos".

Mesmo avaliando positivamente o resultado do encontro, o presidente avisa: "Vamos continuar fiscalizando o atendimento e exigindo da Administração que garanta aos trabalhadores e aos nossos familiares um atendimento médico cada vez melhor".

Também participaram da reunião o Secretário de Administração de São Bernardo, José Augusto Guarnieri, o Superintendente do IMASF, Waldir Miraglia, e representantes da Green Line: Dr. José Rafik - presidente, Dr. Rolando Beira - Diretor Médico, Roberta D'Andrea - Gerente de Relacionamento, Sandra Cataldo - Gerente de Credenciamento, e Madalena Orsida - Diretora de Atendimento ao Cliente.

Pesquise