Prefeitura brinca com a vida dos GCMs

O descaso com o funcionalismo público continua, e está cada vez mais profundo. Agora, a Administração deixa os GCMs entregues à própria sorte. Parte dos coletes à prova de balas, que é um EPI essencial para minimizar os riscos de morte, estão vencidos, e com a inutilização dos mesmos a estratégia adotada é o rodízio dos coletes em condição de uso, de acordo com a Ordem de Serviço n°355.

O rodízio desse EPI expõe os servidores a outros problemas, inclusive de saúde. Já foram registrados casos de micose ocorrido pela falta de higienização do equipamento, devido a dinâmica da atividade e do número reduzido de coletes.

O Sindicato já havia recebido reclamação, por meios oficiais, onde tratava do não funcionamento dos HTs e Rádios das viaturas em consequência do mal funcionamento da repetidora. E não para por ai: já solicitamos o comprovante de vínculo do Seguro de Vida e ainda não obtivemos resposta.

A atual Gestão tomou por prática não responder às solicitações dos funcionários públicos, nem do Sindicato. Assim, o SINDSERV está encaminhando todas as solicitações que eles optaram por negligenciar para os meios legais cabíveis e essa será a prática, até que realmente resolvam abrir um canal de comunicação franco.

Pesquise