Serviços Urbanos

Nosso adeus a Vavá, da SU, irmão de Lula


vavá Lamentamos profundamente o falecimento de nosso companheiro Genival Inácio da Silva, o Vavá, aos 79 anos, vítima de câncer no pulmão.

Vavá trabalhou, por muitos anos, na SU - Secretaria de Serviços Urbanos - e é irmão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O velório ocorrerá a partir das 20h desta terça-feira, 29, na sala 04 do Cemitério da Paulicéia (Rua Júlio de Mesquita, 1055, Bairro Paulicéia, São Bernardo do Campo) e o sepultamento na quarta-feira, 30, às 13h, no mesmo cemitério.

Após intervenção do Sindicato, Cemitério do Baeta tem problemas elétricos resolvidos. Mas, sensação de abandono continua.

cemitério BaetaMais uma vez, o Cemitério do Baeta é alvo do descaso. O SINDSERV recebeu denúncia anônima quanto a problemas na parte elétrica do próprio municipal e nosso presidente, José Rubem, foi até lá para constatar o que já vimos denunciando há mais de um ano: abandono, desrespeito com os trabalhadores e com os munícipes.

Desta vez, funcionários estavam revoltados com a situação, pois a voltagem 220 não estava funcionando. Com isso, uma questão essencial para a saúde dos trabalhadores do cemitério ficou prejudicada: o banho após exumações.

"Isto vem se estendendo desde sábado e, segundo a chefia, o pedido para o conserto já foi feito no início da semana", relatou um trabalhador. "A Eletropaulo veio segunda, identificou o problema e ficou de retornar para fazer o conserto, hoje, quinta-feira, ainda nada foi feito. Triste esta situação. Não é de hoje que aqui todos tem motivos para reclamar", afirmou outro servidor.

Após intervenção do SINDSERV, o problema foi solucionado e, nesta manhã de sexta-feira, os próprios trabalhadores entraram em contato para avisar que os chuveiros haviam voltado a funcionar.

Segundo o presidente José Rubem, isso só foi possível depois que o Sindicato exigiu a suspensão imediata das atividades até que os reparos fossem realizados: "Conversamos com os responsáveis, secretários e chefias em busca de informações referentes a este caso caótico, que logo se posicionaram, dizendo que tomariam as medidas necessárias para sanar o problema. É uma pena que tenha sido após uma medida drástica de nossa parte, mas estamos felizes pela solução de mais esta dificuldade enfrentada por nossos companheiros do Baeta", concluiu José Rubem.

Vereadores aprovam privatização dos cemitérios

Ao invés de resolver os problemas do Cemitério do Baeta, prefeito vai entregar o patrimônio público para empresários. Um grande "negócio", já que os outros três cemitérios da cidade passaram por reformas recentemente.

aqui jaz o patrimônio públicoMais uma vez, a tática neoliberal de "sucatear para depois entregar para os 'amigos'" se repete em São Bernardo. Na última Sessão do ano, a Câmara dos Vereadores aprovou, por 18 votos a 7, a autorização para que o Executivo privatize os cemitérios da cidade.

O que chama a atenção é o fato de que os outros cemitérios públicos da cidade passaram por reformas e tiveram os velórios ampliados, recentemente. No caso do Baeta, o SINDSERV tem denunciado a situação precária, tanto nas condições de trabalho, quanto na questão da segurança e do alagamento de túmulos, que coloca em risco de contaminação o lençol freático. Apesar de ter recursos previstos no orçamento de 2017 para as obras de manutenção, a "gestão" respondeu aos ofícios do Sindicato informando que "não realizaria os serviços por falta de verbas". Agora, somos surpreendidos com esta votação na Câmara.

O SINDSERV vai tomar todas as medidas possíveis para impedir mais este desfalque ao patrimônio da cidade e prestará total assistência aos trabalhadores da SU que atuam nos cemitérios.

“Gestão” desrespeita trabalhadores, população e até os defuntos!

SINDSERV cobra solução de problemas no Cemitério do Baeta, onde há falta de pessoal, trabalhadores não têm EPIs, túmulos alagados, colocando em risco o lençol freático, e assaltos nos velórios. A resposta da Administração, mais uma vez é: NÃO TEMOS DINHEIRO PARA ISSO!

lutoEm 22 de agosto, publicamos matéria denunciando as péssimas condições de trabalho, a inundação de túmulos, os riscos de contaminação, que afetaria toda a população, e a falta de segurança no Cemitério do Baeta (clique aqui para reler a matéria). Diretores do SINDSERV e a técnica de segurança no trabalho estiveram no local e constataram que há sobrecarga de trabalho, em virtude da falta de pessoal; total insegurança para os trabalhadores, pela falta de Equipamentos de Proteção Individual;  violência contra trabalhadores e munícipes, com a ocorrência de assaltos, furtos e arrastões nas dependências do cemitério e uma situação gravíssima de risco à saúde pública: túmulos inundados, que poderiam contaminar o lençol freático e atingir toda a população.

Foi encaminhado ofício à SU – Secretaria de Serviços Urbanos – e resposta, mais de dois meses depois, é de que AS OBRAS PREVISTAS NO ORÇAMENTO DE 2017 NÃO FORAM EXECUTADAS POR FALTA DE VERBA.

Novamente, questionamos a Administração: quais são as suas prioridades? É esta cidade que teremos por mais três anos? Uma cidade que desrespeita e humilha os servidores, que coloca milhares de cidadãos em risco de contaminação, que não respeita a dor e o luto de famílias que não podem velar seus entes queridos por falta de segurança, que não respeita os corpos de cidadãos que foram enterrados ali, contrariando todas as normas de cuidado previstas nas mais variadas religiões e até nas leis internacionais?

Teremos que viver esta “gestão” que tem como prioridade absoluta a autopromoção do prefeito e o incansável discurso de campanha eleitoral?

Prefeito, o senhor foi eleito para resolver os problemas da cidade, não para ficar repetindo o discurso de que a culpa de tudo é de terceiros, nem para consumir o dinheiro público apenas em marketing.

Tá na hora de trabalhar!

SINDSERV fala sobre Lei 2240 com trabalhadores da SU

SU 2240Diretores do SINDSERV estiveram na Garagem – SU para tirar as dúvidas dos trabalhadores quanto à ação que garante progressões através da Lei Municipal 2240/76. A atividade aconteceu no dia 26 de setembro e deve ocorrer em outros setores.

Segundo o presidente do nosso Sindicato, José Rubem, estas ações são importantes para que todas as dúvidas sejam devidamente esclarecidas: "Desde o momento em que o SINDSERV ingressou com a ação, passando pela decisão favorável na Justiça e no desenrolar de sua implementação, temos publicado inúmeras matérias explicando a que se refere a conquista e quem tem direito a ela, porém, este contato direto com os trabalhadores nos permite esclarecer alguns aspectos que podem ter passado desapercebidos, até então".

Saiba mais sobre como funciona e quem tem direito às progressões da Lei 2240, acessando estas matérias:

- Quem tem direito à 2240

- Cartilha explica, passo a passo, a implementação da Lei 2240

Pesquise