Em defesa dos servidores e do serviço público de qualidade

Em meio à crise e à pandemia, deputado federal de São Bernardo vota a favor de fundo eleitoral de R$ 5,7 bilhões

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Como se não faltasse crise, desemprego, avanço da fome e falta de vacina no país, o trabalhador e a trabalhadora brasileira receberam mais um ‘tapa na cara’ nesta semana. Em Brasília, o Congresso aprovou o texto-base da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) para 2022.

Entre os destaques da lei estão pontos fundamentais para o povo brasileiro, como a previsão do salário mínimo, que chegará a R$ 1.147 no ano que vem, e o novo valor do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, o chamado Fundo Eleitoral.

Com as alterações aprovadas na Câmara e no Senado, a classe política contará com valores quase três vezes maiores de financiamento de campanhas políticas.

O valor, atualmente em R$ 2 bilhões, passará a R$ 5,7 bilhões em 2022, uma verdadeira afronta à população brasileira em meio ao caos social em que estamos passando nos últimos anos. E para piorar, Alex Manente, um dos deputados federais de São Bernardo do Campo e aliado de primeira linha do prefeito Orlando Morando, votou a favor do novo fundo.

No Senado, o texto recebeu votos negativos dos senadores paulistas (José Serra e Mara Gabrili). O projeto, agora, aguarda aprovação do presidente da República.

Deixe um comentário