Em defesa dos servidores e do serviço público de qualidade

GCM denuncia desvio de função em parques após flexibilização

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

A reabertura de parques em São Bernardo, realizada desde a última quarta-feira (15), gerou uma série de denúncias por parte de integrantes de GCM (Guarda Civil Municipal). De acordo com as queixas, os guardas receberam uma nova atribuição: medir a temperatura e colocar álcool em gel em cada morador que entrar nos parques. Segundo os GCMs, eles não receberam treinamento sanitário para as novas funções, além de não disporem de equipamentos de proteção individual completos – luvas descartáveis, máscaras de proteção e álcool em gel para os integrantes da corporação que estiverem nos parques.

As denúncias chegaram até o sindicato com registros de imagem, comprovando a falta de segurança para os servidores que estão em suas novas funções. A prefeitura anunciou a reabertura de cinco parques e uma praça, de acordo com o Plano São Paulo, anunciado pelo Governo do Estado no último dia 11. Foram reabertos os parques Salvador Arena, Raphael Lazzuri, Chácara Silvestre, Parque dos Ipês, Parque das Bicicletas e a Praça Lauro Gomes.

De acordo com o estatuto da corporação, é atribuição principal da GCM fazer a vigilância de bens públicos, bens dominiais e de uso do município, além da proteção de bens, serviços e instalações públicas; em atuações solicitadas, a Guarda deve dar suporte a atividades do Conselho da Cidade e Meio Ambiente, apoiar serviços do poder de polícia administrativa, auxiliar como agente de trânsito, segurança escolar pública, defesa ambiental, colaborar com atividades de defesa civil, proteger monumentos e edificações ou bens públicos.

Em resposta às arbitrariedades cometidas pela administração, será realizado ato em frente a sede da GCM na próxima semana para denunciar o ocorrido, além de questionar a falta de respostas por parte da prefeitura em relação a demandas da categoria.

Deixe um comentário