Em defesa dos servidores e do serviço público de qualidade

Sindserv questiona na Justiça a retomada das atividades presenciais na educação sem vacina para os profissionais e sem a devida segurança

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

O Sindserv SBC pleiteou junto à Justiça do Trabalho a suspensão da retomada das atividades presenciais na educação. A volta às atividades foi determinada pela Rede 21/2021, da Secretaria Municipal de Educação. O sindicato questiona o retorno em pleno pico de contágios e mortes, sem a prévia e prioritária vacinação dos profissionais do magistério e servidores da educação básica do município e comprovação de que as unidades de educação tenham condições mínimas de salubridade para retomada das atividades.

O Sindserv pede que os profissionais do magistério e servidores sejam incluídos na prioridade da vacinação e que os mesmos profissionais não tenham contra eles o apontamento de faltas ou quaisquer outros prejuízos por não comparecerem às atividades presencias até que todos sejam vacinados e se tenham condições mínimas para retomada presencial.A princípio, a 3ª Vara do Trabalho negou a liminar pleiteada pelo sindicato, mas determinou a citação da Prefeitura de São Bernardo para se manifestar sobre os pedidos e designou audiência para 20 de abril.

Retorno inadequado– No primeiro dia de retomada das atividades presenciais recebemos denúncias de que não está havendo o fornecimento de EPIs (equipamentos de proteção individual) adequados para evitar o contágio do COVID-19 e tampouco a garantia de segurança e saúde dos trabalhadores da educação.

A prefeitura forneceu apenas duas máscaras de material inadequado para cada trabalhador, sem dizer quando forneceria mais EPIs. A maioria das EMEBs não tem as condições adequadas para retomada das atividades presenciais com atendendo todos protocolos de segurança para evitar o contágio tanto de profissionais da educação como de alunos e pais de alunos.

O Sindserv leva as denúncias ao conhecimento da Justiça e reitera o pedido da liminar, pleiteando a aplicação de multas pelo descumprimento de medidas básicas para proteção dos servidores. Não desistiremos da luta pela preservação da saúde e vida dos trabalhadores, que também reflete nos alunos e pais de alunos.

Assembleia da Educação – Na quarta-feira (21/02) às 18h30, em primeira convocação, e às 19h em segunda convocação, realizaremos uma Assembleia Geral Extraordinária, de forma  virtual, para discussões e deliberações sobre assuntos inerentes à Educação. Entre as deliberações está a retomada das aulas presenciais na pandemia e outros temas ligados à saúde, segurança e asseguramento de direitos dos profissionais do magistério e servidores da Educação Básica de São Bernardo do Campo.

Para participar, é preciso utilizar o aplicativo ZOOM, pelo link: https://zoom.us/j/98384457674?pwd=dENNMnU3enZiRmtVWTVjRHRxbDdBdz09, com o ID da reunião: 983 8445 7674 e senha para acesso: 296828

Junte-se a está luta pela segurança, saúde e vida dos trabalhadores da educação do nosso município.

Deixe um comentário