Em defesa dos servidores e do serviço público de qualidade

Vitória da classe trabalhadora: após mobilização e pressão dos servidores da Educação, por meio do Sindserv SBC, prefeitura decide vacinar todos os profissionais da rede

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Mais uma vitória foi conquistada pelos servidores da Educação municipal de São Bernardo. Após meses de mobilização da categoria em conjunto com o Sindserv SBC, a Prefeitura de São Bernardo do Campo recuou e anunciou nesta terça-feira (01/06) que vai vacinar para todos os profissionais da rede municipal. O recuo ocorreu com a divulgação da rede 201/2021, que anunciou a imunização da COVID-19 para todos os profissionais das unidades escolares e Secretaria de Educação.

A medida vem de encontro com uma série de medidas adotadas pelo sindicato junto ao funcionalismo, entre elas a ação civil coletiva que pedia a não retomada das atividades presenciais na rede municipal, a criação do manifesto coletivo com entidades sociais da educação pela vacinação de todos os profissionais do magistério antes do retorno às aulas presenciais, além de toda a mobilização que foi realizada com a categoria.

As incoerências e mentiras ditas pelo prefeito em suas lives, em que dizia haver a necessidade de retorno das aulas, mas não garantia a segurança total dos servidores e os comparava a outros trabalhadores que não tiveram seu ritmo de trabalho alterado por conta da pandemia, vieram por água abaixo com o anúncio da vacinação para todos e todas.

Além de não termos ambientes totalmente seguros contra o coronavírus nas escolas, ainda poderíamos transformar os espaços em grandes polos de disseminação da COVID-19. Sem contar a enorme quantidade de profissionais que foram infectados, conforme divulgado na pesquisa realizada pelo Sindserv SBC, e mortos vítimas da pandemia – esses, infelizmente, divulgados semanalmente em nossos canais de comunicação.

O Sindserv SBC vê no recuo da prefeitura uma grande vitória da categoria, que se mobilizou e enfrentou o governo, simplesmente pelo direito de garantia à vida, fato que foi totalmente ignorado pelo prefeito e seu governo desde o início da pandemia, há um ano e três meses atrás. O servidor unido e sindicalizado garantiu mais essa conquista. Juntos somos mais fortes!

Deixe um comentário